MEMÓRIAS DUM REVOLUCIONÁRIO

Subsídios para a História do Movimento de 28 de Maio


VIEIRA COELHO


Vieira Coelho fez parte do Comité Revolucionário, foi Governador Civil de Coimbra, e Santarém, tendo ainda sido Chefe de Gabinete do Ministro do Interior. Desvela neste seu testemunho de fim de carreira alguns preparativos, nomes e locais onde se planificou o golpe.

Exemplar com dedicatória autógrafa autoral ao seu «ilustre sucessor na 8.ª Conservatória, e colega sempre amigo e leal», na página de guarda, datada de 1953. Edição do autor, em Lisboa, 1951. Com 94 páginas (por abrir), e 20 x 13 cm. Em bom estado salvo picos ténues de oxidação na capa.

Preço: 35 euros.


“Revolucionário”, neste caso, com o sentido de participante na “Revolução Nacional”, nome pelo qual, até ao 25 de Abril, se referia o golpe de estado de 28 de Maio de 1926, que pôs termo à I República e abriu caminho ao futuro Estado Novo.

 


EPISODIOS DOMINICANOS

LA CONSPIRACIÓN DE LOS ALCARRIZOS


MAX HENRÍQUEZ UREÑA


1.ª edição. Exemplar autografado pelo autor com dedicatória ao embaixador Luís Norton. 335 páginas. 19,5 x 13 cm. Lisboa: edição do autor, 1941. Bom estado de conservação.

Max Henríquez Ureña (1885-1968), diplomata e escritor dominicano, filho da poetisa Salomé Ureña e irmão do ensaísta e pedagogo Pedro Henríquez Ureña, desempenhou vários cargos no governo do ditador Rafael Trujillo, entre as décadas de 1930 e 1950, no país e no estrangeiro, razão pela qual a lista dos locais de publicação das suas obras é variada: Valladolid, Santiago de Cuba, Havana, Paris, Madrid, Buenos Aires, México, Rio de Janeiro, Lisboa.

La Conspiración de Los Alcarrizos, episódio ocorrido durante a ocupação haitiana do país (1822-1824), é a segunda de quatro novelas denominadas «Episodios Dominicanos», onde Ureña narra a história da independência da República Dominicana na primeira metade do século XIX. A escrita do livro teve início em Londres, a 2 de Abril de 1939, e terminou em Lisboa, a 10 de Outubro de 1940. Composto e impresso pela Sociedade Industrial de Tipografia (ao Carmo).

Invulgar.

Preço: 45 euros.


 


A GUERRA CIVIL DE ESPANHA


HELLMUTH GÜNTHER DAHMS


Título original: Der Spanische Bürgerkrieg (1962). Tradução portuguesa de Maria da Graça Cardoso. Ilustrado com 47 fotografias extra-texto, das agências de notícias EFE (Madrid) e Keystone (Paris). 347 páginas. 21 x 14,5 cm. Encadernação editorial, com a sobrecapa original em bom estado de conservação, salvo alguma perda de cor na lombada. Lisboa: Editorial Ibis, 1964 (dois anos antes da edição espanhola).

Preço: 15 euros.