AS MINAS DA PANASQUEIRA

VIDA E HISTÓRIA


Padre MANUEL VAZ LEAL


O Padre Manuel Vaz Leal, capelão das Minas da Panasqueira — onde pai e irmãos eram operários mineiros —, fundou o jornal O Mineiro, em 1942, no qual iniciou as investigações históricas que conduziram a esta monografia, pelo ano das «bodas de oiro» [das Minas: 1945].

Ilustrado com dezenas de fotografias, no texto, ilustrando pormenores do trabalho e dos trabalhadores, das instalações, retratos de personalidades administrativas, etc. Ver índice (aqui e aqui).

177+(7) páginas. 25,8 x 19,6 cm. Capas com manchas (na maioria, impressões digitais) e pequenos defeitos, que não prejudicam grandemente o conjunto. Miolo no geral limpo. Impresso na Tipografia Ideal. Depositária: Portugália Editora, Lisboa, 1945.

Preço: 45 euros.


 


PREOCUPAÇÕES DE UM DEPUTADO

I.
A GRANDE ESPERANÇA

ANTÓNIO MARTINS DA CRUZ


Autografado por Martins da Cruz, com «um abraço de amizade e admiração» ao professor Carlos Silva.

Abre com bibliografia e prefácio do autor. Seguem-se intervenções sobre questões educativas, na Assembleia Nacional, entre Janeiro de 1962 e Dezembro de 1964, onde pugna pela igualdade de instrução para todos; abertura e melhoria de escolas no Fundão, Castelo Branco (Liceu Nuno Álvares e inexistência de um Liceu Feminino), Sertã, e Beira-Baixa em geral; ou melhores orçamentos para a Educação (vide índice nas fotografias acima).

Com xxxix+(1)+205+(3) páginas, e 23,5 x 16 cm. Capa com muitos picos de oxidação. Miolo limpo. Lisboa: edição do autor [composto e impresso nas oficinas da Imprensa de Coimbra], 1965.

Preço: 25 euros.