À RODA DE PORTUGAL


JOSÉ AGOSTINHO


Livro de viagens garrettiano do início do século XX, com passagens por Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira, Caminha, Âncora, Afife, Areosa, Viana do Castelo, Santa Luzia, Ponte de Lima, Arcos de Valdevez, Ponte da Barca, Vila Verde, Amares, Terras do Bouro, Gerês, Vieira do Minho, Póvoa do Lanhoso, Celorico de Basto, Fafe, Guimarães, Vizela, Braga, Famalicão, S. Miguel de Seide, Barcelos, Vila do Conde, Porto, Santo Tirso, Paços de Ferreira, Louzada, Felgueiras, Amarante, Baião, Marco de Canavezes, Penafiel, Paredes, Valongo, Gondomar, Maia, Bouças, Leça do Bailio, Vila Nova de Gaia, Oliveira do Douro, Avintes, Trás-os-Montes (e fala do bicho da seda), Régua, Lamego, Vila Real, Vila Pouca de Aguiar, Pedras Salgadas, Vidago, Chaves, Barca de Alva, Mirandela, Alfândega da Fé, Bragança, Vinhais, Vimioso, Miranda do Douro, Moncorvo, Freixo-de-Espada-à-Cinta, Pocinho, Foz Côa, Trancoso, Guarda, Pinhel, Celorico, Mangualde, Anadia, Penalva do Castelo, Viseu, Vale de Besteiros, Tondela, Santa Comba-Dão, Mortágua, Bussaco, Coimbra, Portela, Penacova, Lorvão, Condeixa-a-Nova e Condeixa-a-Velha, Figueira da Foz, Leiria, Marinha Grande, Batalha, Alcobaça, Torres Vedras, Nazaré, Caldas da Rainha, Peniche, Óbidos, Bombarral, Cadaval, Alenquer, Azambuja, Santarém, Almeirim, Cartaxo, Tancos, Almourol, Portalegre, Elvas, Vendas Novas, Casa Branca, Monfurado, Évora, Arraiolos, Estremoz, Borba, Vila Viçosa, Montemor-o.Novo, Beja, Serpa, Moura, Cuba, Sagres, Albufeira, Faro, Tábua, Oliveira do Hospital, Lisboa, Barreiro, Palmela, Guia, Cascais, Estoril, Parede, Carcavelos, Belém, Sintra, Lumiar, Odivelas, Almada, Caparica, Queluz, Sintra, Cacém, Mafra, Algés e Linda-a-Pastora.

2.ª edição [a primeira data de 1914]. Completa em 2 volumes. Capas de Maria Vasconcellos. 334,(2) + 316,(4) páginas. 19 x 12 (x 4,8) cm. Mínimo carimbo de posse no rosto de ambos os volumes. Bom estado geral. Porto: Editora Educação Nacional, 1938.

Preço: 35 euros.


 


ALGUNS ASPECTOS ORIGINAIS DAS DANÇAS E CANÇÕES TRADICIONAIS DA NAZARÉ


TOMAZ RIBAS


Conferência proferida por Tomaz Ribas no «Cine-Casino Paraíso», da Nazaré, em 18 de Maio de 1984, Dia Internacional dos Museus, promovido pelo Museu Dr. Joaquim Manso, Câmara Municipal, Ranchos Tá-Mar e Mar Alto, Hotel da Nazaré e Intercine e ilustrada pelo «Rancho Folclórico Tá-Mar» e «Grupo de Danças e Cantares Mar Alto».

Brochura ilustrada com fotografias, desenhos e pautas de música. 29,(3) páginas. 20,7 x 14,7 cm. Capas com manchas leves. Miolo limpo. Nazaré: Instituto Português do Património Cultural / Museu da Nazaré, 1985.

Preço: 15 euros.


 


OS PESCADORES


RAUL BRANDÃO


Reportagem sobre a pesca e os pescadores em diversos locais da costa portuguesa, com capítulos sobre Setúbal, Berlengas, Caminha, Costa da Caparica, Foz do Douro, Mira, Nazaré, Olhão, Póvoa do Varzim, Sagres, Sesimbra, entre outros locais e especificidades, como a pesca do atum.

Capa de Manuel Correia. Brochado. 226,(6) páginas. 19 x 11,7 cm. Mínimos sinais de uso exteriores. Miolo limpo. No geral, bom exemplar. Lisboa: Editorial Estúdios Cor, 1973.

Preço: 14 euros.


 


O BARÃO


ANTÓNIO MADEIRA


A primeira edição da novela O BARÃO, escrita entre Cascais e a Nazaré, Março-Abril 40, publicada sob o pseudónimo António Madeira por Branquinho da Fonseca [o «inventor das ‘carrinhas da Gulbenkian’», o grande «missionário» do Serviço de Bibliotecas Itinerantes da FCG, a partir do final da década de 50].

Capa de Fred Kradolfer. Exemplar da tiragem regular. Brochado. 71+(9) páginas. 19 x 12,2 cm. Lombada amarelecida e capa com manchas leves. Colecção Novelas Inquérito n.º 46. Lisboa: Editorial Inquérito, 1942.

Preço: 20 euros.