O QUISSANGE

(O ÚNICO INSTRUMENTO MUSICAL GENUINAMENTE AFRICANO)

EXPOSIÇÃO


Pequeno catálogo da exposição dirigida por Mesquitela Lima, com organização de Henrique Pereira, em Março de 1973. Com textos de Mesquitela Lima (Director do Museu de Angola), Maria José Vargas Quintas (do Museu de Angola) e Maria Luísa P. Dias (da Divisão de Etnologia e Etnografia do IICA), seguidos de bibliografia sumária sobre o quissange e relação dos objectos expostos.

Dactiloscrito policopiado e agrafado. 15 páginas (11 de texto). 21,2 x 15 cm. Bom estado. Luanda: Museu de Angola, 1973.

Preço: 18 euros.


 


REFLEXÕES SOBRE A ARTE NEGRA

(ENSAIO)

MESQUITELA LIMA


Ilustrado com 20 fotografias a preto, de página inteira, e um esquema de uma escultura, em papel couché, extra-texto.

Brochado. 46,[42] páginas. 29,5 x 21 cm. Pequenas marcas superficiais de lepisma saccharina na orla exterior da capa. Bom estado geral. Invulgar. Série Relatórios e Comunicações do Instituto de Investigação Científica de Angola, n.º 18, Luanda, 1971.

Preço: 50 euros.


 


ARTES DA MAGIA

TEATRO INFANTIL

MARIA HELENA DE NORONHA FEYO


A Casa do Pessoal da Diamang apresenta as “Crianças do Dundo” na Revista-Fantasia “Arte da Magia” em 2 actos e 8 quadros. Original de: Maria Helena de Noronha Feyo intercalado de excertos de A. Armando, Adolfo Simões Müller, Alice Ogando, A. Machado, “Lygia” e Reinaldo Ferreira.

Com dezenas de nomes de participantes (músicos, ensaiadoras, ponto, contra-regras, cenários, montagem, coreografia, guarda-roupa, chapéus, efeitos de luz, auxiliares de cena, elenco), o programa acto a acto, e as dezenas de personagens uma a uma. Termina com as letras das músicas do espectáculo.

Programa executado com a colaboração de Américo Teixeira, Luna de Carvalho e Oswaldo Ferreira.

Brochura dactiloscrita policopiada, para distribuição no local [fora de mercado]. 40 páginas. 20 x 14 cm. Capa solta e com manchas leves. Mínimas imperfeições. Raro. Dundo: 21 de Junho de 1959.

Preço: 20 euros.


 


UM CERTO GOSTO A TAMARINDO

ESTÓRIAS DE ANGOLA


AMARO MONTEIRO


Selecção antológica de alguns contos anteriormente publicados pelo autor, acrescidos de vários inéditos, com prefácio de Amândio César.

Brochado. 227,(5) páginas. 21 x 14,5 cm. Lombada amarelecida. Miolo limpo. Bom estado geral. Braga: Braga Editora, [1979].

Preço: 12 euros.


 


SEGUNDA CONFERÊNCIA DE ASTRONOMIA


JOSÉ MARIA DA PONTE E HORTA


Conferência no Grémio Literário, sendo o autor — futuro governador de Macau (1866-1868) e Angola (1870-1873) — professor da Escola Politécnica.

Brochado. 25,(1) páginas, por abrir. 19,8 x 12,3 cm. Intonso. Bom estado de conservação. Série Conferências no Grémio Literário. Lisboa: Typographia Portugueza, 1865.

Preço: 24 euros.


 


MANUAL DE ATLETISMO


CONSELHO PROVINCIAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA


Ilustrado com desenhos, tabelas e fotografias a preto, no texto. Brochado. 202,(2) páginas. 24,5 x 17 cm. Mínimas imperfeições exteriores, nas arestas. Miolo limpo. Bom estado geral. Impresso nas Oficinas Gráficas ABC, Luanda, 1962. Luanda: Conselho Provincial de Educação Física da Província de Angola, 1961.

Preço: 25 euros.


 


TERRA MORTA


CASTRO SOROMENHO


1.ª edição portuguesa, proibida pela censura. Capa de Sebastião Rodrigues. 267,(5) páginas. 19 x 12 cm. Usado. Cartonagem editorial em bom estado, com sobrecapa com imperfeições marginais — protegida com sobre-sobrecapa de melinex — e marcas de restauro nas arestas das badanas. Miolo limpo salvo assinatura de posse no rosto. Sólido. Lisboa: Editora Arcádia, 1961.

Preço: 12 euros.


 


CALENGA


CASTRO SOROMENHO


Contos. Primeira edição, com dedicatória datada ao jornalista Mário Rocha, à época n’O Século Ilustrado.

Capa e ilustrações de Manuel Ribeiro de Pavia. Prefácio de Arthur Ramos. Brochado. 231+(9) páginas. Alguns cadernos por abrir. 19,2 x 12,5 cm. Capa com pequenas manchas, visíveis na fotografia, e lombada amarelecida. Contracapa com mínimas marcas de bicho de papel, pouco perceptíveis. Exemplar interessante. Lisboa: Editorial Inquérito, 1945.

Preço: 40 euros.


 


ZUMBI DOS PALMARES

A HISTÓRIA DO BRASIL QUE NÃO FOI CONTADA

EDUARDO FONSECA JÚNIOR.


«Na esperança de um país e vida melhores, todos os povos vieram para o Brasil, mas foram os negros africanos que construíram este país para um colonizador que nenhum valor dava a esta terra.»

Ilustrações e litogravuras de Jorge Vitor. Brochado. 461,(1) páginas. 20,5 x 13,5 cm. Mínimas marcas de uso exteriores. Bom estado geral. Rio de Janeiro: Yorubana do Brasil, 2000.

Preço: 17 euros.


 


JORNAL O NEGRO


EDIÇÃO COMEMORATIVA DO 110.º ANIVERSÁRIO


Reedição histórica integral dos três únicos números publicados do jornal O Negro (Orgão da Associação dos Estudantes Negros, Lisboa, 1911), «o primeiro periódico editado de uma geração de activistas» que, cinco meses após a proclamação da República e durante os 22 anos seguintes, até à instauração do Estado Novo, se organizou «em torno do pan-africanismo, da luta contra o racismo e da reivindicação de direitos para os territórios colonizados».

Caderno de 16 páginas [pdf] — em envelope craft editorial — fac-simile aproximado ao tamanho original da publicação (42 x 29,7 cm) — três números de 4 páginas cada, seguidos das 4 páginas do ensaio ilustrado «Uma semente de um movimento negro silenciado», de Cristina Roldão, José Augusto Pereira e Pedro Varela. Editor: Ouvir e Contar, Associação de Contadores de Histórias. Publicação: Falas Afrikanas. Lisboa, 9 de Março de 2021.

Preço: 5 euros.


 


FORMULÁRIO DOS MEDICAMENTOS

PARA OS HOSPITAES MILITARES DA PROVÍNCIA


SERVIÇO DE SAÚDE DA PROVÍNCIA DE ANGOLA


Exemplar com autógrafo de posse, no rosto, do chefe do serviço de saúde do Hospital de Benguela, Luanda, 8 de Fevereiro de 1894.

Farmacopeia de bolso, com alguns ingredientes autóctones. VI,(84) páginas, 17,4 x 11,5 cm. Encadernação da época, modesta, cansada porém sólida, com duas pequenas garatujas na pasta frontal. Possui ambas as capas de brochura. Miolo no geral limpo, com manchas leves, essencialmente nas orlas. Ex-libris de antigo bibliófilo. Loanda: Imprensa Nacional, 1894.

Raro.

Preço: 45 euros.


 


CALÍGULA EM ANGOLA


CUNHA LEAL


Não podem contar-se todos os pormenores de uma vida – até pela impossibilidade material de o fazer -, mas não pode ignorar-se por exemplo que, tão importante como as ideias expressas no comício anti-germânico produzido por Cunha Leal em frente do palácio do Governador Norton de Matos, em Luanda, em 1915, foi o conjunto de reacções em cadeia que acabou por incompatibilizar, de forma “patológica” (=conflitual) os dois homens, ao longo do resto das suas vidas. Ocorrido numa conjuntura adversa de pré-guerra, esse episódio juntou a burguesia de serviços luandense, num mesmo impulso, contra a alegada passividade do Governador e ajudou a criar uma animosidade contra a obra colonizadora de Norton que se prolongou pelo pós-guerra, durante o seu alto-comissariado. No entanto, se essa oposição teve alguma expressão entre os colonos, através da sua imprensa, em nenhum caso ela adquiriu a força demolidora que se encerra no Calígula em Angola, da autoria do biografado. Porventura de forma apaixonada e excessiva,- como aconteceu em tantos momentos da sua vida – Cunha Leal foi aqui o que melhor encarnou e interpretou, quiçá de forma contraditória, o sentido da História: não era a obra nortoniana mais um dos sonhos de verão daquela burguesia republicana empenhada, inconsciente e quixotescamente, na construção de um Império impossível? [Luís Manuel do Carmo Farinha, aqui]

3.º milhar. Capa com desenho de Almada Negreiros. Brochado. Ilustrado. XX, 207 páginas, as últimas 20 de formato ligeiramente maior e com a reprodução de documentos. 22,3 x 14,2 cm. Capa com marcas superficiais de bicho de papel, junto à margem inferior, que não tocam o desenho. Lombada manchada e com pequena falta de papel à cabeça. Impresso nas oficinas gráficas da Sociedade de Papelaria (Porto). Edição do autor, Lisboa, [Abril] de 1924.

Preço: 20 euros.


 


A PROVÍNCIA DE ANGOLA


NORTON DE MATOS


Tiragem especial de 50 exemplares numerados e assinados pelo autor (este o exemplar n.º 37).

Com dedicatória extensa de Norton de Matos, datada de 7 de Maio de 1927, ao Comandante [Francisco de] Aragão e Mello.

Encadernação em tela vermelha, gravada a seco e a ouro. 391,(5) páginas. 21,5 x 14 cm. Com ocasionais sublinhados a lápis de cor azul ou vermelho — potenciais marcas de leitura do dedicatário. Antiga assinatura de posse no ante-rosto, de posterior possuidor. Mantém-se, no geral, bom exemplar. Acabou de imprimir-se a 5 de Abril de 1927. Porto: Edição de Marânus, 1926.

Preço: 85 euros.


 


ALVES REIS

UMA HISTÓRIA PORTUGUESA


FRANCISCO TEIXEIRA DA MOTA


Primeira edição. Quatro volumes brochados (28 x 18 cm), em papel couché, pródigos em ilustrações a cor. Edição do jornal Público, Lisboa, 1998.

Volume 1. A PAIXÃO POR ANGOLA. 103 páginas.

Volume 2. O SONHO DESFEITO. 79 páginas.

Volume 3. O JULGAMENTO FINAL. 99 páginas.

Volume 4. E AS NOTAS FIZERAM-SE DINHEIRO. 94 páginas.

Bom estado, salvo vinco num canto do terceiro volume.

Preço: 22 euros.


 


O CONTRÔLE DE GENEBRA


ARTUR VIRGILIO ALVES REIS


Alves Reis defende-se das acusações de burla. Ilustrado com fac-similes de notas e documentos, e inúmeras tabelas e mapas explicativos, dois dos quais em grande formato (desdobráveis).

Brochado. Volume com VIII,208,CLXIV,(2),[1],(2),[1],(8) páginas, e a maioria dos cadernos ainda por abrir. 23,2 x 16 cm. Capa cansada, miolo limpo. Mantém-se um exemplar interessante. Lisboa: Edição do Autor, [Abril de] 1928.

Preço: 40 euros.



O HOMEM DE LISBOA


THOMAS GIFFORD


Romance. Edição integral. Título original: The Man from Lisbon. Tradução de J. Peixoto e Eduardo Saló. Encadernação editorial com sobrecapa de José Antunes. 353 páginas. 24,5 x 16 cm. Mínimas marcas de uso exteriores. Miolo limpo. Bom estado geral. Lisboa: Círculo de Leitores, 1980.

Preço: 12 euros.


 


OS SEMINÁRIOS EM PORTUGAL

ESTUDO COMEMORATIVO DO DECRETO TRIDENTINO E DA SUA EXECUÇÃO EM PORTUGAL

Com capítulos dedicados a: Pontifício Colégio Português de Roma; Província Eclesiástica de Lisboa (Patriarcado de Lisboa e Dioceses de Angra do Heroísmo, Cabo Verde, Funchal, Guarda, Leiria, Portalegre e Castelo Branco); Província Eclesiástica de Braga (Arquidiocese de Braga e Dioceses de Aveiro, Bragança e Miranda, Coimbra, Lamêgo, Porto, Vila Real e Viseu); Província Eclesiástica de Évora (Arquidiocese de Évora e Dioceses do Algarve e de Beja); Província Eclesiástica de Luanda (Arquidiocese de Luanda e Dioceses de Malange, Nova-Lisboa, Sá da Bandeira, Silva Porto e Luso); Província Eclesiástica de Lourenço Marques (Arquidiocese de Lourenço Marques e Dioceses de Beira, Inhambane, Nampula, Porto Amélia, Quelimane, Tete e Vila Cabral); e Província Eclesiástica de Goa (Patriarcado de Goa e Dioceses de Macau e Dilí/Timor). Texto sem autoria declarada.

Brochado. Ilustrado em 28 páginas de extra-textos fotográficos a preto, em papel couché. 166-(2)-[28] páginas. 25 x 19 cm. Capa com manchas marginais. Miolo limpo. Dedicatória manuscrita no topo do rosto. No geral, um bom exemplar. Composto e impresso na Gráfica de Coimbra para a Comissão Episcopal para a Disciplina dos Seminários, 1964.

Preço: 30 euros.


 


O LICEU NACIONAL DE SALVADOR CORREIA


ALBERTO SERPA NEVES


Com 26 fotografias, após o texto, uma por página. O autor era vice-reitor do Liceu. Brochado. 46,(2),[54],(4) páginas. 22,5 x 16,3 cm. Bom estado. Lisboa: Agência Geral das Colónias, 1945.

Preço: 35 euros.


 


2.ª REUNIÃO TÉCNICA DE CAFÉ


INSTITUTO DO CAFÉ DE ANGOLA


Carmona, de 12 a 17 de Julho de 1965. Brochado. Ilustrado com desenhos e três desdobráveis analíticos. [3]-120-(2) páginas. 24 x 17 cm. Capa com marcas de uso. Bom estado geral. Edição do Instituto do Café de Angola, impresso na Sintel, em Luanda, 1960.

Preço: 25 euros.


 


PRIMEIRO LIVRO DE LEITURA

(COMPLEMENTO DA CARTILHA PARA ADULTOS)

GUIA PARA A INSTRUÇÃO E EDUCAÇÃO DO SOLDADO

Coronel JOÃO A. CORREIA DOS SANTOS
Tenente-Coronel JOÃO CARLOS GUIMARÃES


Ilustrado apenas na capa (fotografia de uma aula militar), à parte algumas vinhetas simples no interior.

Caderno agrafado de 48 páginas, com 22 x 15,8 cm, em bom estado. Invulgar. Edição dos autores, Lisboa, 1953.

Preço: 20 euros.


 


CADERNOS CAPRICÓRNIO

Direcção de ORLANDO DE ALBUQUERQUE

 


O JANGADEIRO
ALBANO MENDES DE MATOS
Contos. Agrafado. 32 páginas. 20 x 15 cm. Bom exemplar. Cadernos Capricórnio n.º 17, Lobito, 1974.
Preço: 12 euros.

«MESTRE» TAMODA
AGOSTINHO MENDES DE CARVALHO – UANHENGA XITU
Conto. Agrafado. 23 páginas. 20 x 15 cm. Bom exemplar. Colecção Cadernos Capricórnio n.º 19, Lobito, 1974.
Preço: 12 euros.

POEMAS
VIRIATO DA CRUZ
Poesia. Agrafado. 16 páginas. 20 x 15 cm. Assinatura de posse no ante-rosto. Cadernos Capricórnio n.º 25, Lobito, 1974.
Preço: 12 euros.


 


VISÃO POLÍTICA


JOSÉ MONK


José Monk foi o pseudónimo do Coronel Joaquim Emídio Xavier Machado (1850-1904), essencialmente em escritos de cariz político. O autor pertenceu à Casa Militar do Rei, foi oficial às ordens do Infante D. Afonso e condecorado com as ordens de Avis e Santiago.

Neste opúsculo, apresenta um ambicioso «plano da regeneração política, financeira e nacional» cujas propostas incluem, ao detalhe, profundas reformulações militares e estratégicas que incluem, por exemplo, «a alienação voluntária e indubitavelmente necessária das províncias ultramarinas de Moçambique, Guiné e Timor».

Brochado. 45 páginas. 22,5 x 15,5 cm. Manuseado. Capa com pequenas manchas. Lombada com falhas. Miolo limpo. Edição do Autor, Lisboa, 1898.

Preço: 15 euros.


 


GENTES DO MATO


MANUEL PACAVIRA


Primeira edição do primeiro livro do escritor angolano Manuel Pedro Pacavira (1939-2016). Com 125+(3) páginas. 18 x 12 cm. Miolo limpo. Capas em bom estado. Lombada descolorada e com um vinco de leitura. Lisboa: África Editora, 1974.

Preço: 25 euros.


 


ALBUM DE ESTATISTICA GRAPHICA DOS
CAMINHOS DE FERRO DO ULTRAMAR
1903


Com mapas in-folio do caminho de ferro de Mormugão, dos caminhos de ferro do sul da Índia, do caminho de ferro de Lourenço Marques, e do caminho de ferro de Luanda a Ambaca, cada um deles complementado com diversos mapas estatísticos e gráficos (mercadorias, movimentos, receitas, etc.). Termina com um mapa desdobrável dos caminhos de ferro do sul de África (63,7 x 57,3 cm).

Álbum (37,5 x 26,5 cm) em cartonagem editorial com lombada em tela verde. Com (2)+xi+(57)+[1] páginas. Capa manchada. Miolo no geral limpo, com ocasionais picos de acidez marginais. Papel superior. Pequeno carimbo azul de oferta do Ministério da Marinha no rosto. No geral, um exemplar interessante.

Edição da 3.ª Repartição da Direcção Geral do Ultramar, do Ministério do Mar e da Marinha, Lisboa, na Typographia da «A Editora», 1905.

Preço: 70 euros.


 


ARMAS DA GUERRILHA


JEAN-LOUIS BRAU


«Pela primeira vez na Europa, a nomenclatura precisa e pormenorizada das técnicas utilizadas, quer em África, quer no Vietname, quer, ainda, na América Latina.»

Dividido em 3 partes: Os Fundamentos da Guerrilha; O Guerrilheiro e as suas Armas; A Formação do Guerrilheiro.

Edição ilustrada com fotografias, desenhos, esquemas e tabelas. Tradução de Zarco Moniz Ferreira. 190 páginas. 20 x 14 cm. Bom exemplar. Lisboa: Editora Ulisseia, [1974].

Preço: 40 euros.


 


VIDAS NOVAS


LUANDINO VIEIRA


Contos escritos por Luandino Vieira ao longo de um mês, enquanto detido pela PIDE, em Luanda (1962), e editados clandestinamente durante a sua prisão no Tarrafal, iniciada em 1964.

Directeur de la publication: Madame A. Bros.

Com uma página sobre o autor (reproduzida acima), assinada “Edições Anti-Colonial”. Publicado em Paris, onde existia uma forte concentração de exilados e outros opositores, africanos e portugueses, às ditaduras e ao colonialismo. Bom estado: capa com uma ou outra mancha leve; e pequena rubrica de posse, datada de 1968, no canto superior (exterior) da página de rosto. 80 páginas. 17,5 x 12 cm. Paris: Edições Anti-Colonial / Madame A. Bros, [s.d.].

Preço: 60 euros.