CAVALOS, HERÓIS E LUNÁTICOS
ARTUR ROCKZANE
Capa: Todas Manas sobre fotografia de Fernando Zeferino Ferreira. Brochado. 80 páginas, com o texto impresso a violeta. 12,6 cm x 21,5 cm. Extracolecção n.º 1. Tiragem de 600 exemplares. Coimbra: Fenda Edições, 1983. Capa com manchas marginais ligeiras.
Preço: 22 euros.

HORTÊNCIO MIRAFLOR – SUICÍDIO E OBRA
ARTUR ROCKZANE
Capa sobre pintura de José Ralha. Brochado. 180 páginas. 13 cm x 19 cm. Colecção O Virgem Negra. Vila Nova de Famalicão: Quasi, 2001. Bom estado.
Preço: 18 euros.



AS ÚLTIMAS FREIRAS

O REAL MOSTEIRO DE SANTA CLARA DE VILLA DO CONDE
AS DOMINICANAS DE “CORPUS CHRISTI”
MOURA E OS SEUS MOSTEIROS
AS THEREZINHAS DE COIMBRA

T. LINO D’ASSUMPÇÃO


Estudo seminal de Tomás Lino d’Assumpção (1844-1902), com capítulos dedicados ao Real Mosteiro de Santa Clara de Vila do Conde, às Dominicanas de Corpus Christi (Vila Nova de Gaia), a Moura e aos seus mosteiros, e às Teresinhas de Coimbra.

Com uma carta-prefácio de ANTONIO ENES «acerca das ordens e instituições religiosas».

Brochado, 21 x 14 cm, 272 páginas, muitas por abrir; com um retrato do autor a par do frontispício. Lombada com falhas de papel nas extremidades, capa manchada, miolo apenas amarelecido. Frágil. Porto: Livraria Portuense de Lopes & C.ª – Editores, 1894.

Preço: 35 euros.



ODES


KEATS


Inclui as odes “a uma urna grega”, “à melancolia”, “à indolência”, “ao Outono” e “a um rouxinol”.

Tradução e prefácio-ensaio (págs. 11-26) de Fernando Guimarães.

Assinado pelo tradutor com dedicatória a Jorge Listopad, autor da capa. Número 2 da colecção Origem (primeiro título foi de Listopad), da Livraria Sousa & Almeida, Porto, [Julho de] 1960. Com 47+(9) páginas, e 19,3 x 12,5 cm. Com uma fotografia da máscara mortuária de Keats. Exemplar estimado.

Preço: 22 euros.



OS ANTEPASSADOS DE
ALGUNS CINEMAS DO PORTO


ALVES COSTA


São evocados o Cine-Teatro S. João, o Salão High-Life, o Cinema Batalha [inclui fotografia do fresco desaparecido de Júlio Pomar], o Salão-Jardim Passos Manuel (“antepassado do actual «Coliseu» e «Cinema Passos Manuel»”), e feita menção a outras salas e animatógrafos.

Ilustrado com fotografias, cartazes e programas. Brochado, 17 cm x 22,8 cm. 37+(3) páginas. Manuseado. Capa e algumas páginas com pontos de oxidação. Lisboa: Instituto Português de Cinema – Cinemateca Nacional, 1975.

Preço: 17 euros.



OS MAIS ANTIGOS CINEMAS DE LISBOA
1896-1939

A DISTRIBUIÇÃO DE FILMES EM PORTUGAL
1908-1939


M. FÉLIX RIBEIRO


Lista exaustiva dos Cinemas e Teatros referidos nesta obra: Animatographo de Alcântara, Animatographo do Rossio, Belém Cinema, Campolide Cinema, Capitólio, Casino Étoile, Chiado Terrasse, Cine Bélgica, Cine Esperança, Cine Ginásio, Cine Oriente, Cine Pátria, Cine Paris, Cine Tortoise, Cinema Avis, Cinema Colossal, Cinema Condes, Cinema Cosmopolita, Cinema Europa, Cinema Gil Vicente, Cinema Palácio, Cinema Palatino, Cinema Pathé, Cinema Popular, Cinema Promotora, Cinema Restauradores, Cinema Rex, Cinema Universal, Cinema Voz do Operário, Coliseu de Lisboa, Coliseu dos Recreios, Eden Cinema, Eden Concerto, Esplanada Belém-Jardim, Esplanada Monumental, Grande Animatographo de Alcântara, Imperial Cinema, Império (1916), Jardim Cinema, Lusitania Film, Lys, Max Cine, Novo Cine, Odéon, Olympia, Palais Cinema, Paradis Cinema, Paraíso de Lisboa, Paris Cinema, Pathé Cinema, Rossio Palace, Royal Cine, Roxy, Tivoli, Trianon Palace, The Wonderful, Salão Avenida, Salão Central, Salão Chantecler, Salão Chiado, Salão Cosmopolita, Salão Edison, Salão Fantástico, Salão Foz, Salão Ideal, Salão Liberdade, Salão Lisboa, Salão Portugal (Alfama), Salão Portugal (Ajuda), Salão Rubi, Salão Theatro de Variedades, Salão das Trinas, Salão Recreio da Graça, Salão S. Carlos, Salão da Trindade, Salon Rouge, São Luiz Cine, Eden Teatro, Teatro D. Amélia, Teatro Estrela, Teatro do Ginásio, Teatro Joaquim de Almeida, Teatro Moderno, Teatro Politeama, Teatro do Rato, Teatro República, Teatro Salão dos Anjos, Teatro São Luís, Teatro da Trindade.

Profusamente ilustrado. Brochado, 264+(4) páginas. 17,5 cm x 23,8 cm. Assinatura de posse na página de guarda. Capa manuseada (perda de cor, desgaste marginal), cortes do miolo com picos de oxidação, miolo em bom estado. Lisboa: Instituto Português de Cinema – Cinemateca Nacional, 1978.

Preço: 25 euros.



FILMES, FIGURAS E FACTOS
DA HISTÓRIA
DO CINEMA PORTUGUÊS
1896-1949


M. FÉLIX RIBEIRO


Prefácios de Luís de Pina e de João Bénard da Costa, e introdução do autor:

Meti ombros a este trabalho na intenção de que nele ficassem apontados e respeitados muitos e variados aspectos do que foi a caminhada percorrida pelo cinema português ao longo do período que decorre entre o anos de 1896, quando Aurélio da Paz dos Reis dá as primeiras voltas de manivela, por intermédio da sua tão primitiva, embora eficiente, máquina de filmar, para nos oferecer a sua «Saída do Pessoal Operário da Fábrica Confiança», e o final de 1949, para nós um limite para os nossos propósitos […]

Capítulo I: 1.º Ciclo do Porto / Capítulo II: 1.º Ciclo de Lisboa / Capítulo III: 2.º Ciclo do Porto / Capítulo IV: 2.º Ciclo de Lisboa / Capítulo V: O sonoro chega a Portugal.

Com fotografias, anúncios, desenhos, caricaturas, fotogramas de filmes, etc. Brochado, 651+(5) páginas (papel couché), 17,8 cm x 25,8 cm. Bom estado geral. Lisboa: Cinemateca Portuguesa, 1983.

Preço: 45 euros.



O CASO DA ELEIÇÃO DE MISS PORTUGAL

para o concurso mundial de beleza do Rio de Janeiro, de 1930,
perante o Supremo Tribunal de Justiça


Minuta de Revista feita pelo advogado, do Porto,
DR. AFONSO DE ALBUQUERQUE


Recorrente: D. Maria Madalena da Gama Braga de Sá Teixeira, de Lisboa. Recorridas: A Renascença Gráfica, soc. an. port. de resp. limitada, proprietária do jornal Diário de Lisboa, e D. Fernanda Gonçalves, «desta cidade». Com 124 páginas e 16 x 23 cm. Bom estado. Porto: Tipografia Progresso, 1934.

Um pedido de indemnização por perdas e danos, por uma das finalistas, devido a uma questão de idade nos regulamentos. Um concurso onde as concorrentes teriam de ser «solteiras e reconhecidamente honestas, não importando a sua categoria social», e «distintas de apresentação». Uma das questões contra as quais o advogado se insurge é o facto de o Diário de Lisboa ter aproveitado o seu espaço mediático para auto-defesa pública.

Preço: 25 euros.



DOURO
AS QUINTAS DO VINHO DO PORTO


ALEX LIDDELL


Esta obra é tradução de um texto inicialmente escrito em inglês e não uma nova edição. Os leitores portugueses desculparão observações ocasionais no texto dando explicações que lhes parecerão evidentes mas que se tornavam necessárias para um público estrangeiro. Também não foi possível alterar o texto de modo a incluir mudanças que se deram posteriormente à sua publicação em língua inglesa. Destas, as mais importantes são as que dizem respeito à propriedade de duas das quintas: a Quinta Nova pertence agora à J. W. Burmester & Ca., Lda.; e a Quinta da Ferradoza, que é hoje propriedade da A. A. Calém & Filho, Lda. 

[A. T. W. Liddell, da Nota à Edição Portuguesa ]


2.ª edição. Fotografia de Janet Price. Tradução de Isabel Motta. Apresentação de Serena Sutcliffe. Prefácio de Alex Liddell e Janet Price. Encadernação editorial com sobrecapa. 245+(3) páginas. 19 cm x 25,3 cm. Bom estado. Lisboa: Quetzal Editores, 1995.

Preço: 30 euros.