OS BUROSSÁURIOS


SILVANO AMBROGI


Espectáculo autorizado para maiores de 12 anos. Realizado pela Companhia de Teatro Experimental do Porto, a partir de 3 de Outubro de 1964.

O drama da burocracia, em tradução de Glicínia Quartin (que interpreta a «Dactilógrafa» na peça). Cenário e figurinos de Maria Helena Matos. Encenação de João Guedes.

Edição tipograficamente distinta — composto e impresso na Tipografia Primavera, Porto. Com um selo comercial da tabacaria, papelaria e livraria Havanesa de Alvalade (Lisboa), no ante-rosto; e um bilhete da Carris / C.F.L. como marcador.

60+(2) páginas. 19,6 x 11,3 cm. Bom estado. Assinatura de posse discreta no ante-rosto. Colecção Nova Série, n.º 1. Porto: Círculo de Cultura Teatral, 1964.

Preço: 14 euros.


 


REFEIÇÃO NUA


WILLIAM [SEWARD] BURROUGHS


Título original: The Naked Lunch. Numa das badanas, sobre o autor: «um verdadeiro artista», «grande cidadão da alquimia moderna, da droga e do sub-mundo das alucinações», «o maior visionário dos tempos actuais, o grande aventureiro internacionalista, o escritor sem outra pátria que não seja o próprio universo».

Tradução de Maria Emília Ferros Moura. Capa de Manuel Dias, com um pormenor de uma gravura de Hyeronimous Bosch. Brochado. 263+(7) páginas. 21,1 x 14,3 cm. Capa com mínimos sinais de manuseio. Miolo limpo, sem manchas. Bom exemplar. Edição Livros do Brasil, Lisboa, [s.d.].

Preço: 15 euros.


 


O SERVIÇO SOCIAL PENITENCIÁRIO


FERNANDO RODRIGUES LEITÃO


Assinado pelo autor com dedicatória de amizade. Segundo a nota inicial, um livro (também) pensado para a actualização dos serviços prisionais do Ultramar — e que inclui análise breve de alguns casos estrangeiros (Bélgica, França, Alemanha, Inglaterra, E.U.A., Espanha e Países Escandinavos) e de directrizes contemporâneas da Igreja Católica.

Brochado. 110+(2) páginas. 20,8 x 15,2 cm. Capa com pequenos defeitos. Miolo limpo. Impressão pobre. Estado geral satisfatório. Composto e impresso nas Oficinas Gráficas do Colégio dos Orfãos, Porto, 1964.

Preço: 15 euros.


 


ASPECTOS DA POLÍTICA CRIMINAL
EM ALGUNS PAÍSES DA EUROPA


JOSÉ GUARDADO LOPES


Assinado pelo autor, à época Director-Geral dos Serviços Prisionais, com dedicatória ao arquitecto Alberto Pessoa.

Países europeus analisados: Alemanha, Áustria, Bélgica, França, Holanda, Itália, Noruega, Suécia e Suíça.

269+(1) páginas, e 23,5 x 17,7 cm. Capas e lombada com algumas manchas. Miolo limpo. Exemplar interessante. Separata do Boletim do Ministério da Justiça, n.ºs 56 e 57, Lisboa, 1956.

Preço: 20 euros.


 

Jean GENET

[13Dez20]


A CRIANÇA CRIMINOSA


JEAN GENET


Inclui os textos (prosa/ensaio): «A criança criminosa» [L’enfant criminel] — «A estranha palavra» [L’étrange mot d’…] — «O segredo de Rembrandt» [Le secret de Rembrandt] — «O que resta de um Rembrandt rasgado em quadradinhos muito perfeitos, que foi pela retrete abaixo» [Ce qui est reste d’un Rembrandt déchiré en petits carrés reguliers, et foutu aux chiottes] — «O funâmbulo» [Le funambule].

Tradução e prefácio de Aníbal Fernandes. Com 20,5 cm x 14,5 cm, e  91+(5) páginas. Capa sobre pintura de Augusto T. Dias. Exemplar como novo. Colecção Memória do Abismo nº 19. Lisboa: Hiena Editora, (Março de) 1988.

Preço: 12 euros.



INFERNOS

FRAGMENTOS

JEAN GENET


As páginas que vão seguir-se não foram extraídas de um poema: deveriam tender para ele. Seriam uma tentativa, ainda muito longínqua, de aproximação, se por acaso não fossem um rascunho entre muitos de um texto que será caminhada lenta, comedida, em direcção ao poema que justificará tanto este texto como o texto me justificará a vida. [nota inicial do autor]

Tradução e prefácio de Aníbal Fernandes. Título original: Fragments. Inclui Capa de Rui André Delídia sobre fotografia de Marc Barbezat [1957]. Com 87+(3) páginas. 20,5 cm x 14,5 cm. Exemplar como novo. Colecção Memória do Abismo nº 25. Lisboa: Hiena Editora, (Setembro de) 1990.

Preço: 12 euros.



GENET


YUKIO MISHIMA


seguido de O CONDENADO À MORTE de Jean GENET


Tradução, introdução e notas de Aníbal Fernandes [«(…) traduzir O Condenado à Morte propõe uma escolha entre vários abismos.»]. Capa de Rui André Delídia sobre fotografia de Raymond Voinquel. 56 +(4) páginas. 20,5 cm x 14,5 cm. Exemplar como novo. Colecção Memória do Abismo nº 10. Lisboa: Hiena Editora, (Janeiro de) 1994.

Preço: 10 euros.


 


O último número de Le Voyage en Grèce, uma revista que durou apenas 11 números, entre 1934 e 1939 (mais um extra, em 1946), e que contou com colaborações de Le Corbusier, Pablo Picasso, Georges Braque, André Derain, Henri Matisse, Georges Bataille, Roger Caillois, Giorgio de Chirico, Jean Cocteau, Fernand Léger, Jacques Prévert, Michel Leiris, François Mauriac, Raymond Queneau, Pierre Reverdy, Marguerite Yourcenar, e muitos outros.

Inicialmente pensada como um projecto editorial de vocação turística pelo seu editor e criador, Héraclès Joannidès (1897-1950), director da Société Neptos em Paris — para distribuição a bordo dos cruzeiros que organizava ao seu país natal, criando uma «ligação entre a Grécia e os seus viajantes por intermédio dos escritores, dos artistas e dos sábios contemporâneos» —, cedo transcendeu este âmbito inicial para se tornar um local de encontro inovador entre o classicismo grego e a vanguarda europeia, ao nível da imprensa periódica literária e artística, e um objecto (tipo)gráfico de luxo, para a época. Para tal, Joannidés recebeu preciosos conselhos do célebre editor Tériade, ambos gregos, ambos radicados em Paris.


LE VOYAGE EN GRÈCE

N.º 11 (1939), Cahiers Périodiques


Número essencialmente dedicado à Arquitectura tradicional grega. Capa reproduz um fragmento de uma pintura de Théophilos. Com uma estampa extra-texto do mesmo pintor. Colaboração literária de Le Corbusier, Roger Avermaete, R. Allendy, Jean-Germain Tricot, André Fraigneau, Pierre Borel, R. Th. Bosshard, Evrot, Henri Focillon, Jules Formigé, Fernand Léger, Camille Mauclair, Mario Meunier, E. Pontremoli, Louis Roussel, Pierre Sonrel, André Thérive e Charles Vildrac. Desenhos de Le Corbusier e F. M. Salvat. Fotografias de Panos Dzelepis, L. Frantzis, Herbert List, Eli Lotar, Nellys, Roger Nicolle e J.-G. Tricoglou. Realização artística de André Fraigneau, J.-G. Tricot e Roger Vitrac.

LE VOYAGE EN GRÈCE, n.º 11, Paris, Été 1939. Édités par H. Joannidès. 28+(4) páginas. 27,5 x 22 cm. Com manchas marginais na capa; no geral em bom estado. Invulgar. Paris: Cahiers Périodiques, 1939.

Preço: 35 euros.


 


POEMAS DE MIKLÓS RADNÓTI


Traduzidos por Teresa Balté e Zoltán Rózsa


Todos os textos, à excepção da Oitava écloga, são versões de Teresa Balté sobre traduções literais de Zoltán Rózsa.

Autografado com dedicatória datada, de Teresa Balté a Raul Rego.

Plaquete. Com um retrato do autor por Armando Alves. Nota biográfica acerca de Miklós Radnóti por Teresa Balté. 82.º título da colecção O Oiro do Dia. Tiragem de 250 exemplares numerados (este sem número). Capa de papel contendo folhas soltas, e o retrato do autor impresso em papel couché. 33+(3)+[2] páginas. 29,5 x 18 cm. Capa com pequenas imperfeições; bom estado geral. Porto Editorial Inova, Março de 1982.

Preço: 35 euros.


 


CALENGA


CASTRO SOROMENHO


Contos. Primeira edição, com dedicatória datada ao jornalista Mário Rocha, à época n’O Século Ilustrado.

Capa e ilustrações de Manuel Ribeiro de Pavia. Prefácio de Arthur Ramos. Brochado. 231+(9) páginas. Alguns cadernos por abrir. 19,2 x 12,5 cm. Capa com pequenas manchas, visíveis na fotografia, e lombada amarelecida. Contracapa com mínimas marcas de bicho de papel, pouco perceptíveis. Exemplar interessante. Lisboa: Editorial Inquérito, 1945.

Preço: 40 euros.


 


LIVRO DE HISTÓRIAS


JOÃO UBALDO RIBEIRO


Assinado pelo autor na página de ante-rosto.

Contos. Primeira edição em Portugal, em Dezembro de 1982. Prefácio de Jorge Amado. Capa de José Pinto Nogueira. Fotografia da contracapa de Joaquim Lobo. 175 páginas. 20,5 x 14 cm. Bom estado de conservação. Lisboa: Edições O Jornal, 1982.

Preço: 30 euros.


 


RIACHO DOCE


JOSÉ LINS DO REGO


1.ª edição. Romance. Brochado. 372 páginas. 19 x 12,5 cm. Capa do pintor Santa Rosa. Em estado de conservação satisfatório, com picos de oxidação em algumas páginas. Rio de Janeiro: Livraria José Olympio Editora, 1939.

Em conjunto com:

Cadernos de Divulgação Luso-Brasileira, n.º 10, dedicado a José Lins do Rego, da autoria de Victor Santos. Exemplar assinado pelo autor com dedicatória. 14 páginas, 18,5 x 13 cm. Manuseado e com picos de oxidação. Lisboa: Livraria Portugal, s. d.

Preço: 24 euros.


 


CURSO DE ROMANCE

Conferências Realizadas na Academia Brasileira de Letras

Com ensaios de Menotti del Picchia, Peregrino Júnior, Osvaldo Orico, Múcio Leão, Cassiano Ricardo, Austregésilo de Athayde e Cláudio de Souza, e um texto de apresentação do presidente Aníbal Freire.

234 páginas. 24 x 16,5 cm. Exemplar sólido, e de miolo limpo. Lombada com defeitos (amarelecida, pequenas falhas de papel). Capa com marcas superficiais de bicho de papel, junto à margem inferior. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras, 1952.

Preço: 15 euros.


 


A BORBOLETA AMARELA


RUBEM BRAGA


60 crónicas. 3.ª edição. 214 páginas. 21 x 14 cm. Lombada amarelecida e com vincos de leitura. Assinatura de posse no pé da página de guarda. Rio de Janeiro: Editôra do Autor, 1963.

As crónicas deste livro foram todas publicadas, entre Janeiro de 1950 e dezembro de 1952, no Correio da Manhã, do Rio, e em vários jornais dos Estados.

Preço: 15 euros.



O HOMEM ROUCO


RUBEM BRAGA


40 crónicas. 2.ª edição. Capa de José Medeiros («Image»). 191 páginas. 21 x 14 cm. Capa com pequenos defeitos. Assinatura de posse no pé da página de guarda. Rio de Janeiro: Editôra do Autor, 1963.

As crónicas juntadas foram quase todas publicadas no Diário de Notícias, do Rio, e a seguir na Folha da Noite, de S. Paulo, Folha da Tarde, de Pôrto Alegre, e Diário da Noite, do Recife. As outras saíram no suplemento literário do Diário Carioca, e mais no Correio Paulistano, Revista do Globo, de Pôrto Alegre, e Jornal do Comércio, do Recife. Tôdas foram escritas entre abril de 1948 e julho de 1949; estão arrumadas em ordem cronológica. A selecção foi feita pelo autor, com ajuda de Fernando Sabino.

Preço: 15 euros.



AI DE TI, COPACABANA!


RUBEM BRAGA


60 crónicas. 2.ª edição. Capa de Bea Feitler. 222 páginas. 21 x 14 cm. Capa com pequenos defeitos. Assinatura de posse no pé da página de guarda. Rio de Janeiro: Editôra do Autor, 1960.

As crónicas deste livro foram escritas de abril de 1955 a fevereiro de 1960. Nesse período o cronista mudou de jornal: do Correio da Manhã foi para o Diário de Notícias e deste para O Globo. Também mudou de revista, saindo de Manchete para o Mundo Ilustrado e voltando depois para Manchete.

Preço: 15 euros.


 


EXPEDIÇÕES CIENTÍFICO-MILITARES
ENVIADAS AO BRASIL


SOUSA VITERBO


Primeira reunião deste importante conjunto de cerca de 164 biografias, e bibliografias — de cientistas, arquitectos, cartógrafos, desenhadores, engenheiros, fortificadores e naturalistas portugueses ou que, ao serviço de Portugal, trabalharam no Brasil —, inicialmente publicadas dispersas na Revista Militar, entre 1893 e 1895.

Coordenação, aditamentos e introdução de Jorge Faro. Em 2 volumes, de 175 + 142 páginas, e 18 x 13 (x 2) cm. Ambos os volumes com o miolo limpo, e as capas e lombadas com pequenas manchas e marcas de bicho de papel. Impressos na Neogravura, Lisboa, para as Edições Panorama, em 1962.

Preço: 28 euros.


 


O BRASIL DE HOJE


MAJOR ALEXANDRE DE MORAIS


Homem do Regime — autor de um volume de crónicas militares da Guerra Civil de Espanha (vista pelo prisma franquista), do Manual do Legionário, do Manual da Mocidade Portuguesa, das Leis do Exército Novo, e de algumas obras sobre aspectos militares da II Guerra Mundial — Alexandre de Morais retrata nesta obra o Brasil da época (início da década de quarenta), nos seus aspectos geográficos, históricos, políticos, económicos, militares (e beligerantes). O mote parece ter sido a entrada do Brasil na II Guerra Mundial, contra a Alemanha e a Itália, por força dos ataques infligidos pelos países do Eixo à frota mercante brasileira.

Obra completa em 2 volumes, ilustrados com fotografias, tabelas e mapas, de 244 e 286 páginas (maioria por abrir), e 19 x 13 (x 4) cm. Capas com pequenas manchas, lombadas amarelecidas, miolo de ambos os volumes limpo. Lisboa: Edições Universo, 1943.

Primeiro volume autografado pelo autor com dedicatória ao «velho e querido amigo» Andrade e Sousa.

Preço: 27 euros.


 


O RIO DE JANEIRO NO SÉCULO XVI


JOAQUIM VERÍSSIMO SERRÃO


Obra completa em 2 volumes, sendo o primeiro uma monografia histórica, que «trata do sítio da Guanabara desde as primeiras viagens dos navegadores portugueses, traçando depois a história da cidade de S. Sebastião, até aos fins do século XVI», com um índice onomástico e geográfico de 45 páginas; e o segundo volume uma colecção de documentos colhidos na Torre do Tombo, Arquivo Histórico Ultramarino e Biblioteca da Ajuda, para uso futuro dos historiadores.

252 + 167 páginas. 25 x 18 (x 3) cm. Bom estado de conservação. Uma edição da Comissão Nacional das Comemorações do IV Centenário do Rio de Janeiro, Lisboa, 1965.

Preço: 24 euros.


 


AS CAUSAS PROFUNDAS DA
REVOLUÇÃO FRANCESA


PETRUS


O primeiro (n.º 1) dos Cadernos do Povo, da Biblioteca de Estudos Sociais do Movimento de Renovação Democrática. Folheto com 32 páginas, tipograficamente distinto — apanágio das edições de Pedro Veiga. 17 x 11,7 cm. Capa com pequenas manchas. Bom estado. Porto: Petrus, [s.d.].

Preço: 17 euros.


 


O ROMANCE CONTEMPORÂNEO


Um ciclo de conferências consagrado ao Romance contemporâneo, por iniciativa da Sociedade Portuguesa de Escritores, com o patrocínio da Fundação Calouste Gulbenkian, pronunciadas em Lisboa, Porto e Coimbra, no ano de 1960.

Com ensaios de VITORINO NEMÉSIO («Romance, existência e visão do mundo»), PAULO QUINTELA («O romance alemão contemporâneo»), MARIA DE LOURDES BELCHIOR PONTES («Do romance espanhol contemporâneo»), URBANO TAVARES RODRIGUES («O romance francês contemporâneo»), J. MONTEIRO-GRILLO («O moderno romance inglês»), VIEIRA DE ALMEIDA («Do romance italiano contemporâneo»), JOSÉ PALLA E CARMO («O romance norte-americano contemporâneo») e ANTÓNIO QUADROS («O romance brasileiro actual»).

Brochado. 191+(9) páginas, por abrir. Formato largo: 26 x 19,5 cm. Bom estado geral. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Escritores, 1964.

Preço: 15 euros.


 


LÍRICA AMOROSA ALEMÃ MODERNA


versões portuguesas de
PAULO QUINTELA


Como explica a nota introdutória, este conjunto de traduções nasce de uma visita que nunca aconteceu, a da poetisa alemã Marie Luise Kaschnitz a Coimbra, em 1972.

Traduções de Paulo Quintela, de: Rainer Maria Rilke, Hans Magnus Enzensberger, Karl Krolow, Erich Fried, Ingeborg Bachmann, Nelly Sachs, Heinz Piontek, Wolfgang Weyrauch, Paul Celan, Max Holzer, Rafael Alberti (com a tradução alemã de Kaschnitz), Eugen Gomringer, e uma «breve antologia» (18 poemas) de Marie Luise Kaschnitz.

80 páginas. 21,6 x 14,8 cm. Capa com alteração de cor parcial. Miolo limpo. Colecção Cancioneiro, série Antologia, Coimbra: Vértice, 1978.

Preço: 17 euros.



A ASCENSÃO DE JOANINHA


GERHART HAUPTMANN


Título completo: A Ascensão de Joaninha. Sonho Dramático em Dois Actos. Tradução, prefácio e notas de Paulo Quintela. 2.ª edição, bilingue, seguida de um apêndice «que é, de certa maneira, a recuperação parcial da homenagem prestada em Portugal a Gerhart Hauptmann na passagem do centenário do seu nascimento em Novembro de 1962» [do prefácio].

Contém 3 reproduções fotográficas a preto-e-branco, em extra-texto: Hauptmann; uma cena do espectáculo no TNDMII, com Palmira Bastos e Maria Lalande, na temporada 1943-44; e a reprodução de uma gravura de Käthe Kollwitz. Brochado. 240+(6) páginas. 19,6 x 13,4  cm. Bom estado de conservação. Coimbra: Almedina, 1967.

Preço: 15 euros.



POEMAS


NELLY SACHS


Versão portuguesa e nota introdutória de Paulo Quintela. Brochado. 22 páginas. 22 x 16,5 cm. Bom estado de conservação. Separata do nº 230 de Vértice, Novembro de 1962. Coimbra: Vértice, 1963.

Preço: 12 euros.



ESPECTÁCULO DE HOMENAGEM DO TEATRO
AO DOUTOR PAULO QUINTELA


TEUC


Prospecto com o programa e os intervenientes do espectáculo de homenagem do Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra a Paulo Quintela, levado à cena em Coimbra, a 26 de Março de 1955. Peças de Raúl Brandão (O Avejão), Gil Vicente (Auto da Feira) e Goethe (Prometeu). 4 páginas. 21,6 x 15,5 cm. Bom estado de conservação. Tiragem de 350 exemplares. Impresso em Coimbra, 1955.

Preço: 10 euros.


 


PROMETEU AGRILHOADO


ÉSQUILO


Tradução e prefácio (com 23 páginas) de Eduardo Scarlatti (1898-1990). Exemplar da tiragem especial numerada e assinada (pelo tradutor): exemplar n.º 291, dedicatória datada de 1981. Com 8 fotografias a preto e branco, extra-texto.

2.ª edição (publicado originalmente na Biblioteca Cosmos). Brochado. 116+(8) páginas. 21,5 X 15,3 cm. Sobrecapa e lombada manchadas, miolo limpo. Lisboa: Livraria Luso Espanhola, [s.d.].

Preço: 22 euros.


 


LIVRO NEGRO

INSTRUÇÕES SECRETAS PARA A SUBVERSÃO DA SOCIEDADE MODERNA


TITO KOWALSKI


[Pseudónimo não identificado de autor português.] Começando por justificar uma afirmação de Álvaro Cunhal, após encontro com Georges Marchais, de que «o eurocomunismo não se aplica em Portugal», o texto parte para a análise de alguns comunismos europeus (Itália, França, …), antes de uma digressão pela história recente de algumas insurreições armadas, e a sua sustentação teórica em diversos autores, de uma forma não muito clara (vide índice ↑). As instruções são, principalmente, tópicos.

Capa de V.M. 73+(7) páginas. 20,8 x 14,7 cm. Selo e etiqueta destacável, na guarda, da agência de jornais Jornália, nas Caldas da Rainha. Capa com marcas de manuseio, miolo limpo: bom exemplar. Impresso na Tipave, em Aveiro. Queluz: Literal, 1977.

Preço: 17 euros.


 


EPISODIOS DOMINICANOS

LA CONSPIRACIÓN DE LOS ALCARRIZOS


MAX HENRÍQUEZ UREÑA


1.ª edição. Exemplar autografado pelo autor com dedicatória ao embaixador Luís Norton. 335 páginas. 19,5 x 13 cm. Lisboa: edição do autor, 1941. Bom estado de conservação.

Max Henríquez Ureña (1885-1968), diplomata e escritor dominicano, filho da poetisa Salomé Ureña e irmão do ensaísta e pedagogo Pedro Henríquez Ureña, desempenhou vários cargos no governo do ditador Rafael Trujillo, entre as décadas de 1930 e 1950, no país e no estrangeiro, razão pela qual a lista dos locais de publicação das suas obras é variada: Valladolid, Santiago de Cuba, Havana, Paris, Madrid, Buenos Aires, México, Rio de Janeiro, Lisboa.

La Conspiración de Los Alcarrizos, episódio ocorrido durante a ocupação haitiana do país (1822-1824), é a segunda de quatro novelas denominadas «Episodios Dominicanos», onde Ureña narra a história da independência da República Dominicana na primeira metade do século XIX. A escrita do livro teve início em Londres, a 2 de Abril de 1939, e terminou em Lisboa, a 10 de Outubro de 1940. Composto e impresso pela Sociedade Industrial de Tipografia (ao Carmo).

Invulgar.

Preço: 45 euros.


 


POR LA CONCORDIA


FRANCISCO CAMBÓ


De Francesc Cambó y Battle (1876-1947), advogado e político, fundador da Liga Regionalista, Ministro do Fomento (1918) e da Fazenda (1921-1922), o «grande profeta fracassado do nacionalismo catalão». Edição de uma conferência do autor na Associación Catalanista de la Barceloneta, em Janeiro de 1923, anterior ao golpe de Estado de Primo de Rivera, em Setembro desse mesmo ano.

Segunda edição (prefácio datado de 1927). Com 211 páginas, e 15,7 x 12,3 cm. Lombada fendida, e com marcas de restauro. Miolo com picos de oxidação. Exemplar sólido. Madrid: Compañía Ibero-Americana de Publicaciones, [s.d.].

Preço: 18 euros.


 


L’ESPAGNE ET LE PORTUGAL

DEPUIS L’INVASION DES CARTHAGINOIS JUSQU’A NOS JOURS
AVEC UN CHAPITRE SPÉCIAL RÉSUMANT LES ANNALES DE
L’INQUISITION
EN ESPAGNE ET EN PORTUGAL

EMMANUEL RAYMOND


Emmnanuel Raymond é pseudónimo do escritor Léon Galibert (1803-1865?). Encadernação editorial. 191 páginas. 15 x 10 cm. É comum apontar o ano de 1862 como o de publicação da primeira edição desta obra, visto ser a última data referida no texto. Colecção Bibliothèque Utile, da Librairie Germer Baillière, Paris. [Será a 2.ª edição de 1885?].

Existe uma cópia digital integral desta precisa edição, a partir de um exemplar existente na Universidade de Califórnia.

Preço: 22 euros.


 


TERESA


MIGUEL DE UNAMUNO


Primeira edição, de um dos livros menos vezes reeditados de Miguel de Unamuno, o último que escreveu e publicou antes do exílio forçado após o golpe militar de Primo de Rivera, em 1924.

Prosa e verso. Prólogo de Rubén Darío reproduz um artigo para o La Nácion, de Março de 1909. Com 227+(5) páginas, e 19,5 x 13 cm. Madrid: Renacimiento, [1924].

Com uma assinatura de posse rasurada no ante-rosto, a capa algo manuseada e a lombada fendida (defeitos visíveis nas fotografias). Volume intonso, com o miolo amarelecido.

Invulgar.

Preço: 40 euros.


 


EL ALMENDRO Y LA ESPADA

POEMAS DE PAZ Y GUERRA


CONDE DE FOXÁ


Poemas de paz e de guerra, de Agustín de Foxá Torroba, Conde de Foxá (1903 – 1959), uma parte dos quais sobre a guerra civil espanhola; refira-se ainda a presença de um Canto a Roma dedicado a Mussolini. Foxá foi jornalista e diplomata falangista, e nas letras destacou-se também como autor de ficção científica.

Capa e desenhos de Jesús Olasagasti (1907 – 1955). Assinatura de posse, a lápis, na capa, do embaixador Luís Norton. Capa com algumas manchas de humidade, e interior impecável, em excelente papel. Intonso. 119 páginas. 21 x 14,5 cm. San Sebastian: Editora Internacional, 1940.

Preço: 25 euros.



10 POESIAS SOBRE A GUERRA CIVIL ESPANHOLA


AGUSTÍN DE FOXÁ


Versão portuguesa de António Manuel COUTO VIANA, que assina uma «sentimental» nota introdutória sobre poetas nacionalistas esquecidos. Com 4 extra-textos, ilustrações de Juan Soutullo, em papel couché. [8]+43+(1) páginas. 23,5 x 16,5 cm. Papel superior. Pequena mancha na capa. Bom estado. Invulgar. Coimbra: Cidadela, 1972.

Preço: 25 euros.


 


ALBA DE ALJUBARROTA

EL ADVENIMIENTO DE LA CASA DE AVIZ

MARQUÉS DE QUINTANAR


Autografado pelo Marquês de Quintanar com dedicatória ao embaixador Luís Norton, «recordando mi gran amistad con Eugénio de Castro».

Conferencia leída por su Director, el Excmo. Sr. Marqués de Quintanar, en la sala de San Quirce, el 14 de Agosto de 1946.

38 páginas e uma árvore genealógica (desdobrável, 24 x 44 cm) no final, com as origens das Casas de Avis e Bragança. 24 x 17 cm. Manchado nas capas e páginas adjacentes. Segovia: Universidad Popular Segoviana, 1946.

Preço: 20 euros.


 


BISMARCK

ARTÍFICE DE LA TERCERA REPÚBLICA FRANCESA

MARQUÉS DE QUINTANAR


Exemplar autografado pelo autor com dedicatória ao embaixador português Luís Norton, «querido amigo». Prólogo de Ramiro de Maetzu. Brochado. 221 páginas. 20,5 x 14,5 cm. Madrid: Cultura Española, 1936.

Ramiro de Maeztu, assassinado poucos meses após a publicação deste livro, e o Marqués de Quintanar [Fernando Gallego de Chaves Calleja, 1889-1974, Conde de Santibáñez del Río, «amigo fraternal» de António Sardinha e dos integralistas portugueses] foram ambos colaboradores próximos de Primo de Rivera durante a Ditadura. Após a queda da Monarquia e o advento da Segunda República fundaram a revista nacionalista Acción Española (1931-1937), propalado veículo reaccionário de ideias tradicionalistas, anti-liberais, anti-democráticas e anti-parlamentares.

Preço: 30 euros.


 


A GUERRA CIVIL DE ESPANHA


HELLMUTH GÜNTHER DAHMS


Título original: Der Spanische Bürgerkrieg (1962). Tradução portuguesa de Maria da Graça Cardoso. Ilustrado com 47 fotografias extra-texto, das agências de notícias EFE (Madrid) e Keystone (Paris). 347 páginas. 21 x 14,5 cm. Encadernação editorial, com a sobrecapa original em bom estado de conservação, salvo alguma perda de cor na lombada. Lisboa: Editorial Ibis, 1964 (dois anos antes da edição espanhola).

Preço: 15 euros.


 


PARAQUEDISTAS


CAPTAIN F. O. MIKSCHE


No Prefácio, o autor, oficial checo, dedica o livro «à memória dos camaradas, que deram a vida, em 1940, nos campos de batalha da França, combatendo contra o inimigo comum, o Fascismo Internacional.»

Título original: Paratroops. Prefácio do autor. Tradução: Almirante Alberto Aprá e Major Alexandre de Moraes. A obra abrange o período que vai da Guerra Civil de Espanha até à II Guerra Mundial (a decorrer aquando da escrita do livro) e analisa a evolução e diversos aspectos «tropas vindas do ar». O texto é complementado com mapas e diagramas, incluindo um desdobrável no final do livro. Brochado. 248+(4) páginas, com a maior parte dos cadernos por abrir. 19 cm x 13 cm. Bom estado geral. Lisboa: Livraria Popular de Francisco Franco, 1944.

Preço: 17 euros.


 


OS BUDAS

O CONTRABANDO DE ARMAS

FERRO ALVES


Investigação jornalística de época, de um episódio histórico de contrabando de armas entre Portugal e Espanha, envolvendo o chamado «Grupo dos Budas» — onde pontuava Jaime Cortesão — e a planificação da Revolta de 26 de Agosto de 1931.

Capas e miolo limpos, lombada amarelecida e com uma pequena mancha marginal. Bom exemplar. 157+(3) páginas. 19 x 12 cm. Lisboa: edição do autor, 1935.

Preço: 18 euros.


 


MADRID EM CHAMAS

( IMPRESSÕES VIVIDAS EM ESPANHA )

Z. VILLALBA


A visão da Guerra Civil de Espanha que convinha ao Estado Novo, donde o prefácio de Marcelo Caetano, que elogia no autor o hábito «à disciplina dos factos e das normas», e ser «profissionalmente avesso à deformação literária da realidade», isto perante «os monstros da revolução pseudo-proletária» e os «frios algozes comunistas».

Trata-se de uma «tradução livre», pelo octogenário «Dr. Eduardo de Castro e Almeida», de um «manuscrito» de «um homem de leis, eminente no fôro madrileno». Villalba, Z. será então um pseudónimo? Existe o manuscrito? Nas décadas anteriores, Castro e Almeida (n. 1865), que foi primeiro conservador da Biblioteca Nacional, tornara-se uma autoridade na catalogação de manuscritos em arquivos públicos nacionais.

Capa não assinada. Em brochura e em bom estado, salvo vinco (pouco profundo) de leitura na lombada. 161+(1) páginas. 19 x 12 cm. Sem menção de editor, mas com a referência de ter sido composto e impresso na secção de «Linotypes» d’O Jornal do Comércio e das Colónias [orgão de imprensa alinhado com a ditadura], em Lisboa, 1936.

em conjunto com:

VINGANÇA, de ALFREDO MARQUES. Novela operária. Capa não-assinada. 158+(2) páginas. 19,5 x 13,5 cm. Lisboa: Editorial Hercules, 1933. Capas e lombada cansadas e com defeitos. Pequena assinatura de posse no interior do ante-rosto. Miolo no geral limpo.

Preço (do conjunto: 25 euros.


 


VIDA DE UM OPERÁRIO NUM PAÍS DE LESTE

( SALÁRIO À PEÇA )

MIKLOS HARASTZI


Um [certo] aspecto surge na componente não fictícia, mas abstracta, do livro — tanto mais abstracta quanto a experiência e o vivido são concretos. Quando se descrevem processos de trabalho precisos, eles elevam-se, por si próprios, à abstracção. Citemos, à letra, esta ou aquela frase do regulamento militar alemão e encontrar-nos-emos a fazer um «pastiche» de Kafka (por exemplo, as regras respeitantes à continência: em marcha, em sentido, deitado, de bicicleta, a cavalo, de carro, etc.). Se descrevermos, minuciosamente, os rituais que se praticam num escritório de administração (os gestos com que se aparam os lápis, por exemplo, ou com que se tiram ou põem os óculos, para os limpar) ou ainda os mil movimentos de um empregado de café, numa sala à cunha, esta pintura fiel parecer-nos-á abstracta e insólita. A tal ponto que até aqueles cujo universo de trabalho se encontra aqui descrito teriam dificuldade em considerar a descrição «realista».

Prefácio de Heinrich Boll,
pp. 9-14

Título da edição original: Darrabér. Traduzido do húngaro por Judit Svaradja e Joel Aizac. Tradução do francês por Miguel de Araújo. Capa de António Pedro. Colecção Vida e Cultura [n.º 79]. 233+(7) páginas. 22 x 15 cm. Capas com leves marcas de uso e guardas com alteração de cor; mantém-se um exemplar em bom estado geral. Lisboa: Livros do Brasil, [1978?].

Preço: 12 euros.


 


O PADRE MARCOS E O LIBERALISMO

SEU PAPEL NA REFORMA ECLESIÁSTICA

CURIOSIDADES HISTÓRICAS DOS CONCELHOS DE SESIMBRA E AZEITÃO

CARLOS HYDALGO GOMES DE LOUREIRO


Com foco inicial na “vida e obra” do Padre Marcos Pinto Soares Vaz Preto (1782-1851), maçon, confessor de D. Pedro IV de D. Maria II, etc.  — aborda de seguida um número de sesimbrenses ilustres — e acaba por ser, também, uma invulgar miscelânea de assuntos sesimbrenses e azeitonenses, que toca diversos pequenas questões concernentes a Palmela, Alhos Vedros ou Setúbal.

O autor, Carlos Hidalgo Gomes de Loureiro, nascido em Sesimbra, pertenceu à União Nacional e foi presidente de câmara em Montijo (1929-1932), tendo impulsionado a criação do parque municipal daquela cidade, que acabou por receber o seu nome. Ilustrado com 6 extra-textos: um retrato do Padre Marcos, e seis “vistas” fotográficas de exterior. Sem índice. 104+(12) páginas, por abrir. Formato largo: 24,8 x 19,8 cm. Bom estado geral, com manchas esparsas. Publicado em Sesimbra, [ed. do autor], 1939.

Preço: 40 euros.


 


INDÚSTRIA E IMPÉRIO


E. J. HOBSBAWM


Título original: Industry and Empire. Tradução de Ana Falcão Bastos e Luís Leitão. Em 2 volumes, de 248 + 276 páginas, e 18 x 11,5 (x 3,2) cm, números 63 e 64 da Biblioteca de Ciências Humanas da Editorial Presença, Lisboa, 1978.

Em conjunto com:

Ler História, revista quadrimestral, n.º 4 (1985), direcção de Miriam Halpern Pereira, edição de A Regra do Jogo Edições, 192 páginas, 23,5 x 17 cm, com uma entrevista a Eric J. Hobsbawm por A. Costa Pinto e José Manuel Sobral (pp. 127 a 136).

Os dois volumes e a revista: em bom estado geral.

Preço (do conjunto): 15 euros.


A Revolução Industrial, marco fundamental nas transformações históricas dos últimos 200 anos, coincide por breve período com a história de um único país, a Grã-Bretanha. Esta obra descreve documentadamente a ascenção da Inglaterra como primeira potência industrial, o seu declínio dessa posição de vanguarda, as suas específicas relações com o resto do mundo (particularmente no que se refere aos países subdesenvolvidos) e os efeitos conjugados de todos estes aspectos no seu reflexo sobre a vida do povo inglês. [da contracapa]

 

MAIO de 68

[23Nov20]


LE PETIT LIVRE ROUGE DU GÉNÉRAL


Pensées choisis (et parfois commentées) par

ROBERTO ROCCA


O “livro vermelho do General De Gaulle”, uma colecção de citações icónica editada em plena erupção da revolta dos estudantes, em Maio de 1968 — e particularmente enervante para o generalíssimo. Com 251+(5) páginas, e 13,5 x 9,3 cm. Bom estado. Paris: Éditions de La Pensée Moderne, [2.º trimestre de] 1968.

Preço: 18 euros.



LA RÉVOLTE ETUDIANTE

LES ANIMATEURS PARLENT


J. SAUVAGEOT / A. GEISMAR
D. COHN-BENDIT / J.-P. DUTEUIL


Publicado em Junho de 1968. Autoria de 4 das principais figuras do movimento dos estudantes: Jacques Sauvageot, Alain Geismar, Daniel Cohn-Bendit e Jean-Pierre Duteuil. Apresentação de Hervé Bourges. Com uma cronologia dos eventos até à data, no final. Capa sobre fotografia de Elie Kagan. 128+(2) páginas. 20,5 x 14 cm. Capa com manchas. Lombada amarelecida. Miolo limpo. Paris: Éditions Du Seuil, [Junho de] 1968.

Preço: 18 euros.



QUE FAIRE DE LA
RÉVOLUTION DE MAI

SIX PRIORITÉS

CLUB JEAN MOULIN


Publicado em Junho de 1968. Propostas do Club Jean Moulin para a economia, as empresas, a radiotelevisão, a universidade, o governo e a descentralização. 88+(8) páginas. 20,5 x 14 cm. Capa com manchas leves. Lombada amarelecida. Miolo limpo. Collection Jean Moulin. Paris: Éditions Du Seuil, [Junho de] 1968.

Preço: 17 euros.



1968:

A REVOLUÇÃO QUE TANTO AMÁMOS


DANIEL COHN-BENDIT


Editado em Portugal por alturas do vigésimo aniversário do “Maio de 68”. Título original: Nous l’avons tant aimée, la révolution (1984). Tradução de António José Massano. 182+(2) páginas. 21 x 13,5 cm. Exemplar estimado. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1988.

Preço: 14 euros.


 


EQUADOR


HENRI MICHAUX


Tradução de Ernesto Sampaio. Título original: Ecuador (1929). Capa de João Bicker, sob desenho gráfico de Mário Feliciano, e com fotografia do autor por Giselle Freund. 166+(2) páginas. 19 x 12 cm. Bom exemplar, apesar de assinatura de posse no canto inferior (exterior) do ante-rosto. Colecção Fenda Luminosa n.º 5. Lisboa: Fenda Edições, 1999.

Preço: 15 euros.


Mais Henri Michaux na Hiena.

 


A DIVINA COMÉDIA


DANTE ALIGHIERI


Edição grandiosa de Bruno da Ponte, publicada em fascículos ao longo de cinco anos, com prefácio de Vieira de Almeida e traduções de Fernanda Botelho, Sophia de Mello Breyner Andresen e Armindo Rodrigues, e ilustrados no texto e extra-texto por uma selecção impressionante de artistas plásticos da época:

João Vieira, Bartolomeu Cid dos Santos, Menez, Nikias Skapinakis, Maria Keil, Júlio Pomar, Cândido Costa Pinto, Lima de Freitas, Fernando de Azevedo, João Abel Manta, Querubim Lapa, Cipriano Dourado, Carlos Botelho, Jorge Barradas, Rogério Ribeiro, Luís Filipe de Abreu, Manuel Lapa, Francisco Relógio, António Areal, José Júlio, Alice Jorge, Daciano, Figueiredo Sobral, Maria Velez, Camarinha, Fernando Conduto, António Charrua, Luís Jardim e António Ramos.

Volume I: INFERNO
Tradução e anotações de Fernanda Botelho. 12 extra-textos. Vinhetas e (34) aberturas de canto desenhadas por Figueiredo Sobral. XXVI+380+[24]+(12) páginas. Guardas em vermelho. [1961]

Volume II: PURGATÓRIO
Tradução e anotações de Sophia de Mello Breyner Andresen. 13 extra-textos. Aberturas de canto (33) desenhadas por Júlio Pomar. 382+[26]+(10) páginas. Guardas em verde. [1963]

Volume III: PARAÍSO
Tradução e anotações de Armindo Rodrigues. 15 extra-textos. Aberturas de canto (33) desenhadas por António Areal. 472+[30]+(8) páginas. Guardas em azul. [1963-1965]

Completo em 3 volumes. Encadernações editoriais em percalina preta, com 30,7 x 23 (x 11) cm, em bom estado. Miolo(s) limpo(s). Lisboa: Editorial Minotauro, 1961 [a 1965].

Preço: 180 euros.


 


POETAS HÚNGAROS

ANTOLOGIA


Organização, prefácio e notas de
ZOLTÁN RÓZSA


Poetas representados: Géza Páskándi, Sándor Csoóri, Ferenc Juhász, Lászlo Nagy, János Pilinski, Sandór Weores, Miklós Radnóti, Amy Károlyi, Zoltán Zelk, Attila József, Gyula Illiyés, Lájos Kassák, Endre Ady, Dezso Kosztolányi, Milán Fust, Miháli Babits, Gyula Juhász, Sándor Petofi e János Arany.

Traduções de Teresa Balté, Fiama Hasse Pais Brandão, Yvette K. Centeno, José Gomes Ferreira, Egito Gonçalves, Zóltan Rózsa, Pedro Tamen, António Torrado, José Blanc de Portugal, Vasco Graça Moura e Nelson R. Ascher.

Título original: Magyar Koltok. Capa de Vitoriano Martins, sobre uma pintura original de Pál Ferenc, representando a Árvore da Vida junto com uma figura simbólica da Poesia. Plano gráfico de Edviges Espada. 212 páginas. 20 x 21 cm. Capa amarelecida e com manchas. Miolo limpo. Colecção Canto Universal, da Moraes Editores, Lisboa, 1983.

Preço: 17 euros.


 


VIDAS NOVAS


LUANDINO VIEIRA


Contos escritos por Luandino Vieira ao longo de um mês, enquanto detido pela PIDE, em Luanda (1962), e editados clandestinamente durante a sua prisão no Tarrafal, iniciada em 1964.

Directeur de la publication: Madame A. Bros.

Com uma página sobre o autor (reproduzida acima), assinada “Edições Anti-Colonial”. Publicado em Paris, onde existia uma forte concentração de exilados e outros opositores, africanos e portugueses, às ditaduras e ao colonialismo. Bom estado: capa com uma ou outra mancha leve; e pequena rubrica de posse, datada de 1968, no canto superior (exterior) da página de rosto. 80 páginas. 17,5 x 12 cm. Paris: Edições Anti-Colonial / Madame A. Bros, [s.d.].

Preço: 60 euros.


 


LUUANDA

estórias

JOSÉ LUANDINO VIEIRA


Edição ilustrada com desenhos de José Rodrigues.

Tiragem especial numerada de 500 exemplares [este o n.º 304], assinada por ambos os autores.

Uma 3.ª edição de Luuanda, de facto, após as edições de Luanda (1964) e Belo Horizonte (1965), e a primeira revista por Luandino Vieira — em liberdade condicional e com residência vigiada “na metrópole”, após 8 anos no Tarrafal.

Proibida e apreendida «logo» após ser publicada.

Direcção gráfica de Dorindo Carvalho. Brochado com sobrecapa. Impresso em papel offset de 125 gramas. 187+(5) páginas. 24,2 x 16,5 cm. Capa com uma pequena mancha, pouco perceptível mas visível na fotografia acima (↑). Muito bom estado de conservação. Lisboa: Edições 70, 1972.

Preço: 90 euros.


 


PELA ÍNDIA

ASPECTOS E IMPRESSÕES


ADRIANO DE SÁ


Destacado para a Índia no final do século XIX, o tenente-coronel Adriano Abílio de Sá (1860-1952) foi responsável, em Goa, pela fiscalização dos Caminhos de Ferro de Mormugão, ou pelo reconhecimento hidrográfico da barra de Betul e foz do rio Sal. Entretanto, foi viajando pela Índia, à custa da sua «magra bolsa de funcionário público português», e publicou alguns artigos sobre o assunto em jornais e revistas, entre 1898 e 1917, que viriam a formar parte desta obra de «literatura de viagens» portuguesa.

Prefácio de Manuel Ramos. Ilustrada com dezenas de fotografias (extra-texto), de monumentos, paisagens e pessoas. Encadernado com capas de brochura, embora cansadas e modestamente espelhadas. Miolo intonso, mas com duas imperfeições: assinatura rasurada no rosto e corte das folhas com um canto escurecido. 341 páginas. 23 x 15 cm. Lisboa: J. Rodrigues, 1925.

Preço: 40 euros.


 

VIDA PERIGOSA
Novelas e contos. Primeira edição da segunda obra de ficção do autor. Apresentação de David Mourão-Ferreira. 201 páginas. 19 x 12,5 cm. Lombada com pequenas imperfeições. Assinatura de posse na página de ante-rosto. Lisboa: Livraria Bertrand, 1955.
Preço: 10 euros.

UMA PEDRADA NO CHARCO
Novelas: A Impossível Evasão / Uma Pedrada no Charco / A Banal Rosa Vermelha / O «Monte» das Rosas.
Capa de António Vaz Pereira. Prémio Ricardo Malheiros da Academia de Ciências. 239+(4) páginas. 18,8 x 12,5 cm. Lombada escurecida e com vincos. Exemplar sólido e razoável. Lisboa: Livraria Bertrand, 1957.
Preço: 12 euros.

AS AVES DA MADRUGADA
Novelas e contos: Ave Esventrada Margem Esquerda / A Prova dos NoveAs Aves da MadrugadaMesmo que Assim Seja.
[Capa de Luís Filipe de Abreu?]. 196+(4) páginas. 19 x 12 cm. Capas com pequenos defeitos. Miolo limpo. Colecção de Autores Portugueses. Lisboa: Livraria Bertrand, 1959.
Preço: 12 euros.

NUS E SUPLICANTES
Novelas: Crescei e Multiplicai-vos O Falso PesquisadorOxalá A Dama de TrunfoNus e Suplicantes.
[Capa de Luís Filipe de Abreu?]. Com selo da Livraria Morais, e assinatura de posse na página de rosto. 147+(5) páginas. 19 x 12 cm. Lombada amarelecida. Capa com pequenos defeitos. Colecção de Autores Portugueses. Lisboa: Livraria Bertrand, 1960.
Preço: 12 euros.

OS INSUBMISSOS
Um exemplar muito invulgar: assinado pelo autor com dedicatória a José Palla e Carmo e por este crítico e ensaista revisto literariamente, a lápis, com notas, setas, comentários e opiniões.
Romance. Capa de Luís Filipe de Abreu. 306+(2) páginas. 19 x 12,4 cm. Manuseado e com a lombada amarelecida e com vincos de leitura. Colecção de Autores Portugueses da Livraria Bertrand, Lisboa, 1961.
Preço: 28 euros.

UMA NOITE E NUNCA
Ficção. [32] páginas, não numeradas (por abrir). Inclui prospecto e folha volante de apresentação da colecção. Série dirigida por Alexandre Pinheiro Torres. 20 x 12,3 cm. Colecção Tempo de Ficção, n.º 1. Lisboa: Edições Tempo, 1962.
Preço: 12 euros.

DE FLORENÇA A NOVA IORQUE
Viagens. Exemplar com expressivo autógrafo de página inteira a José Palla e Carmo pedindo, «se possível, uma crítica rápida a este livro». Capa de João da Câmara Leme. 286+(14) páginas. 16,5 x 11 cm. Colecção O Livro de Bolso n.º 46-47 (volume duplo). Capa e lombada amarelecidas e com vincos. Lisboa: Portugália Editora, 1963.
Preço: 17 euros.

TERRA OCUPADA
Novelas e contos. Capa de Luís Filipe de Abreu. Primeira edição. 228 páginas. 19 x 12,5 cm. Com assinatura de posse na folha de guarda. Capa com alguma perda de cor. Usado. Lisboa: Livraria Bertrand, 1964.
Preço: 12 euros.

O TEMA DA MORTE
2.ª edição de O Tema da Morte na Poesia Portuguesa (1958). Assinado pelo autor com dedicatória a José Palla e Carmo, conserva a parte frontal do envelope manuscrito e selado (com data), enviado com o livro pelo correio. Ensaios sobre Teixeira Gomes, Aquilino Ribeiro, o Decameron, Rousseau, entre outros. 166+(2) páginas. 16,7 x 13,2 cm. Lombada amarelecida. Miolo limpo. Invulgar. Lisboa: Cronos, 1966.
Preço: 22 euros.

BASTARDOS DO SOL
2.ª edição revista, com um estudo de Luiz Francisco Rebello, e por este autografada com dedicatória a José Palla e Carmo («este prefácio onde é justamente citado»). Conserva em bom estado a cinta original. Capa de José Cândido. 163+(5) páginas. 19 x 12,2 cm. Colecção de Autores Portugueses da Livraria Bertrand, Lisboa, 1967.
Preço: 18 euros.

ROTEIRO DE EMERGÊNCIA
Viagens, crónicas, apontamentos e um diário da prisão cifrado («esboço de uma novela»). Assinado pelo autor com dedicatória. Capa de João da Câmara Leme. Primeira edição. 276 páginas. 16 x 10,5 cm. Colecçãco O Livro de Bolso, n.º 87/88. Lisboa: Portugália Editora, [Janeiro de] 1966. Capa com manchas leves, algumas também nas primeiras páginas do miolo.
Preço: 12 euros.

AS AVES DA MADRUGADA
Novelas e contos. Segunda edição, revista, com um estudo de Óscar Lopes (pp. 7-26). Capa de José Cândido. 216 páginas. 19 x 12 cm. Lisboa: Livraria Bertrand, 1966. Usado.
Preço: 10 euros.

IMITAÇÃO DA FELICIDADE
Novela (que dá título ao livro) e contos. Primeira edição. Obra retirada do mercado (apreendida) pela censura, aquando da sua publicação. Recebeu o Prémio da Imprensa Cultural. Capa de José Cândido. 210 páginas. 19 x 12,5 cm. Assinatura de posse. Usado. Lisboa: Livraria Bertrand, [1966].
Preço: 15 euros.

CARNAVAL NEGRO
Novela. Assinado pelo autor com dedicatória a José Palla e Carmo, «ensaista excepcional». 42+(2) páginas. 17,5 x 12,6 cm. Bom estado. Lisboa: Movimento, 1967.
Preço: 25 euros.

DESPEDIDAS DE VERÃO
Esboço de argumento cinematográfico a partir de uma ideia de Jorge Brum do Canto, como o autor conta no prefácio. Capa de José Cândido. 174+(2) páginas. 19 x 12 cm. Manuseado. Colecção de Autores Portugueses da Livraria Bertrand, Lisboa, 1967.
Preço: 18 euros.

CONTOS DA SOLIDÃO
Contos. Assinado pelo autor com dedicatória a José Palla e Carmo. Capa de José Cândido. 280+(4) páginas. 19 x 12 cm. Lombada amarelecida e com um vinco. Bom exemplar. Colecção de Autores Portugueses da Livraria Bertrand, Lisboa, 1970 .
Preço: 17 euros.

CONTOS DA SOLIDÃO
Contos. Capa de José Cândido. 280+(4) páginas. 19 x 12 cm. Capa manchada. Usado. Colecção de Autores Portugueses da Livraria Bertrand, Lisboa, 1970 .
Preço: 7 euros.

A PALMA DA MÃO
Sumário dos Dias Inquietos
Crónicas [e diarística, conto-curto, etc.]. Assinado pelo autor com dedicatória a José Palla e Carmo. 262+(10) páginas. Bom estado. Preserva cinta editorial. Capa e direcção gráfica de Armando Alves. 262+(10) páginas. 19,4 x 14 cm. Lombada com vinco de leitura. Miolo limpo e fresco. Oitavo volume da colecção Ofício de Viver. Porto: Editorial Inova, 1970.
Preço: 20 euros.

ENSAIOS DE ESCREVIVER
Ensaios. Abre com “O problema racial nos Estados Unidos»; outros ensaios sobre António Nobre, Camilo Pessanha, Raul Brandão, António Patrício, Rimbaud, Dostoievski, etc. Capa e direcção gráfica de Armando Alves. 274+(10) páginas. 19,4 x 14 cm. Bom estado. Colecção As palavras e as coisas. Porto Editorial Inova, 1970.
Preço: 14 euros.

DESERTO COM VOZES
Crónicas. Primeira edição. Assinado pelo autor com dedicatória. Capa e direcção gráfica de Armando Alves. 300+(16) páginas. 19,5 x 13,7 cm. Capa com ligeiras imperfeições. Bom estado geral. Colecção Ofício de Viver n.º 17. Porto: Editorial Inova, [1971].
Preço: 18 euros.

AS TORRES MILENÁRIAS
Teatro. Peça em dois actos. Capa de Henrique Ruivo. Primeira edição. Proibido pela censura. 159 páginas. 19 x 12 cm. Lisboa: Livraria Bertrand, 1971. Pequena assinatura de posse na página de guarda. Bom estado geral.
Preço: 12 euros.

AS TORRES MILENÁRIAS
Teatro. Peça em dois actos. Capa de Henrique Ruivo. Primeira edição. Proibido pela censura. Assinado pelo autor com dedicatória a José Palla e Carmo. 159 páginas. 19 x 12 cm. Capa com manchas. Lisboa: Livraria Bertrand, 1971.
Preço: 15 euros.

VIAGEM À UNIÃO SOVIÉTICA e outras páginas
Viagem. Capa de Acácio Santos. 210 páginas. 18,5 x 11,5 cm. Cadernos Seara Nova, Série «de leste a oeste». Lisboa: Seara Nova, 1973.
Preço: 12 euros.

VIAGEM À UNIÃO SOVIÉTICA e outras páginas
Viagem. 2.ª edição. Capa de Acácio Santos. 210 páginas. 18,5 x 11,5 cm. Cadernos Seara Nova, Série «de leste a oeste». Lisboa: Seara Nova, 1973.
Preço: 8 euros.

REDESCOBERTA DA FRANÇA
Viagem. Capa de Acácio Santos. 104 páginas. 18,5 x 11,5 cm. Cadernos Seara Nova, Série «de leste a oeste». Lisboa: Seara Nova, 1973.
Preço: 8 euros.

IMITAÇÃO DA FELICIDADE
Novela, que dá título ao livro, e contos. Assinado pelo autor com dedicatória datada de 1984. 2.ª edição (primeira não-censurada), com um texto crítico de Mário Sacramento. Recebeu o Prémio da Imprensa Cultural. Capa de José Cândido. 210 páginas. 19 x 12,5 cm. Capa cansada. Lisboa: Livraria Bertrand, [Junho de] 1974.
Preço: 12 euros.

DISSOLUÇÃO
Romance. Primeira edição. Com um ex-libris de anterior proprietário. 248 páginas. 19 x 12 cm. Colecção Autores Portugueses. Lisboa: Bertrand, [Outubro de] 1974. Capa cansada.
Preço: 8 euros.

DIÁRIO DA AUSÊNCIA e TEXTOS DE PRESENÇA ACTIVA
Crónica, crítica, política e um diário da prisão do autor no Aljube, em 1965. Capa de José Cândido. 286 páginas. 19 x 12 cm. Lisboa: Livraria Bertrand, [Setembro de] 1975. Lombada Descolorada.
Preço: 10 euros.

DESERTO COM VOZES
Crónicas. Segunda edição (revista). Capa de Henrique Ruivo. 320 páginas. 18,8 x 11,5 cm. Colecção Ficcionistas Portugueses, [n.º 19] Lisboa: Seara Nova, 1976. Capa cansada.
Preço: 7 euros.

AS POMBAS SÃO VERMELHAS
Novelas e contos. Capa de Henrique Ruivo. Primeira edição. 166 páginas. 19 x 12 cm. Lisboa: Livraria Bertrand, [Janeiro de] 1977. Capa cansada.
Preço: 5 euros.

ESTÓRIAS ALENTEJANAS
Contos. Ilustração da capa e arranjo gráfico de José Araújo. 219+(5) páginas. 18,5 x 13 cm. Capa cansada. Miolo limpo. Lisboa: Editorial Caminho, 1977.
Preço: 8 euros.

REALISMO, ARTE DE VANGUARDA E NOVA CULTURA
Ensaios sobre António Patrício, Aquilino Ribeiro, Armando López Salinas, Balzac, Saint-Exupéry, Roger Vailland, Teixeira Gomes, Jean Vilar, Luiz Francisco Rebello, José Viale Moutinho e Cesare Pavese. 2.ª edição, revista e aumentada. 181 páginas. 20 x 12,5 cm. Lisboa: Editora Nova Crítica, [Novembro de] 1978. Com um ex-libris de anterior proprietário.
Preço: 12 euros.

DESTA ÁGUA BEBEREI
Romance. Capa de Manuel Dias. Primeira edição. 266 páginas. 21 x 14 cm. Lisboa: Livraria Bertrand, [Março de] 1979. Usado.
Preço: 7 euros.

ABECÊ DA NEGAÇÃO
Crónicas e contos. Primeira edição. Capa (sobre um quadro de Magritte) e arranjo gráfico de José Araújo. 111 páginas. 18,5 x 13 cm. Colecção O Campo da Palavra n.º 8. Lisboa: Editorial Caminho, [20 de Janeiro] de 1980.
Preço: 10 euros.

ABECÊ DA NEGAÇÃO
Crónicas e contos. Primeira edição. Capa (sobre um quadro de Magritte) e arranjo gráfico de José Araújo. 111 páginas. 18 x 13 cm. Colecção O Campo da Palavra n.º 8. Lisboa: Editorial Caminho, [20 de Janeiro] de 1980. Exemplar assinado pelo autor com dedicatória invulgar, em Fevereiro de 1980.
Preço: 20 euros.

A PALAVRA NO ESPAÇO
Ensaio. Primeira edição. Recolha de textos do próprio organizados em duas partes: “As Terras” (viagens e política nacional e internacional) e  “As Letras (e o seu espaço)” (inclui textos sobre Luandino Vieira, Agostinho Neto e Alves Redol). Dedicatória não autoral na página de rosto e, no miolo, algumas com anotações, ambas a esferográfica. 168 páginas. 21 x 14,1 cm. [Lisboa]: Editora Gleba, 1980.
Preço: 6 euros.

FUGA IMÓVEL
Ficção. Primeira edição. Autografado pelo autor com dedicatória. Capa de Vitorino Martins. 169 páginas. 20 x 14,5 cm. Bom exemplar. Colecção Círculo de Prosa. Lisboa: Moraes Editores, 1982. Lombada cansada.
Preço: 15 euros.

OCEANO OBLÍQUO
Novelas e contos. Primeira edição. 188 páginas. 21 x 14 cm. Exemplar assinado pelo autor com dedicatória de amizade. Colecção Século XX, n.º 238. Mem Martins: Publicações Europa-América, 1984. Lombada com pequenos defeitos. Capa com pequenas manchas.
Preço: 20 euros.

AS AVES DA MADRUGADA
Novelas. Quinta edição revista, com um estudo de Óscar Lopes. Na capa, pintura de Francisco Simões. 176 páginas. 21 x 14 cm. Exemplar assinado pelo autor com dedicatória de amizade. Colecção Século XX, n.º 312. Mem Martins: Publicações Europa-América, 1990.
Preço: 15 euros.

VIOLETA E A NOITE
Romance. Primeira edição. Na capa, pintura de Francisco Simões. 164 páginas. 21 x 14 cm. Exemplar assinado pelo autor com dedicatória de amizade. Colecção Século XX, n.º 328. Mem Martins: Publicações Europa-América, 1991.
Preço: 20 euros.

DERIVA
Romance. Primeira edição. Na capa, pintura de Francisco Simões. 184 páginas. 21 x 14 cm. Colecção Século XX, n.º 347. Mem Martins: Publicações Europa-América, 1993. Bom exemplar.
Preço: 12 euros.

DERIVA
Romance. Primeira edição. Assinado pelo autor com dedicatória de amizade. Na capa, pintura de Francisco Simões. 184 páginas. 21 x 14 cm. Colecção Século XX, n.º 347. Mem Martins: Publicações Europa-América, 1993. Manuseado.
Preço: 15 euros.

A HORA DA INCERTEZA
Romance. Primeira edição. Na capa, escultura de Francisco Simões. 153 páginas. 21 x 14 cm. Exemplar assinado pelo autor com dedicatória de amizade. Colecção Século XX, n.º 358. Mem Martins: Publicações Europa-América, 1995. Manuseado.
Preço: 15 euros.

O SUPREMO INTERDITO
Romance. Primeira edição. Capa com arranjo gráfico sobre pintura de Armanda Passos. Autografado pelo autor com dedicatória. 196 páginas. 23 x 15,5 cm. Colecção Contemporânea, n.º 31. Mem Martins: Publicações Europa-América, 2002. Manuseado.
Preço: 20 euros.

NUNCA DIREMOS QUEM SOIS
Romance. Primeira edição. Capa com arranjo gráfico sobre pintura de António Carmo. 216 páginas. 23 x 15,5 cm. Colecção Contemporânea, n.º 69. Mem Martins: Publicações Europa-América, 2002. Manuseado.
Preço: 15 euros.

GOD BLESS AMERICA!
«Por entre bombardeamentos, a vida corre em Bagdade.» Conto. Fotografias de Rui Ochôa. Cartonagem editorial. Bom estado. 64+(8) páginas. Papel couché. 23 x 15,5 cm. Lisboa: Publicações Europa-América, 2003.
Preço: 12 euros.

O ETERNO EFÉMERO
Romance. Segunda edição. Capa de Atelier Henrique Cayatte com Rita Múrias sobre pintura de Goya. 144 páginas. 23,5 x 15,4 cm. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2005.
Preço: 10 euros.

OS CADERNOS SECRETOS DO PRIOR DO CRATO
Novela. Primeira edição. Capa de Atelier Henrique Cayatte com Rita Múrias sobre pintura de Veronese. 112 páginas. 23,5 x 15,4 cm. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2007.
Preço: 10 euros.

A ÚLTIMA COLINA
Contos. Primeira edição. Capa de Atelier Henrique Cayatte com Rita Múrias sobre pintura de William Turner. 256 páginas. 23,5 x 15,4 cm. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2008.
Preço: 15 euros.

ASSIM SE ESVAI A VIDA
três livros num só
Primeira edição. Reunião dos seguintes livros: Assim se Esvai a Vida (novela), O Cornetim Encarnado (novela) e Os Olhos do Demónio e Outros Contos (contos). Primeira Edição. Capa de Atelier Henrique Cayatte sobre pormenor de pintura de Nikias Skapinakis. 288 páginas. 23,5 x 15,4 cm. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2010.
Preço: 15 euros.