O BURRO DE OURO


LUCIUS APULEIUS


Título original: Asinus Aureus. Sátira, escrita por Apuleio no século II. Introdução do Prof. Eudoro de Sousa, nas pp. 11-31, dedicada a José de Almada Negreiros. Tradução de Francisco António de Campos, datada de 1847. Brochado. 240 páginas. 18 x 11 cm. Bom estado. 2.ª edição. Colecção Clássicos de Bolso n.º 6. Lisboa: Editorial Estampa, 1978.

Preço: 14 euros.



POEMAS


ALDA LARA


Compilação póstuma dos poemas de Alda Lara (1930-1962), com organização de Orlando de Albuquerque, marido da autora. Exemplar autografado por Orlando de Albuquerque com dedicatória. 3.ª edição, 5.º milhar. Invulgar. 193+(7) páginas. 20,6 x 14,7 cm. Capa amarelecida, com pequenas marcas de manuseio e desgaste superficial. Miolo limpo. Lobito: Capricórnio, 1973.

Preço: 35 euros.


 


NO GARLIC IN THE SOUP

A PORTUGUESE ADVENTURE

LEONARD WIBBERLEY


Viagem. Um olhar estrangeiro sobre Portugal, no final dos anos 50: as aventuras de uma família anglo-saxónica (casal e quatro filhos) que se muda para Portugal, sem conhecer nada do país, cultura ou língua. Non-fiction.

Primeira edição inglesa. Sobrecapa sob desenho de David Knight, com pequenas falhas marginais, em estado satisfatório. Encadernação editorial em tela. Miolo com pequenos pontos de oxidação no corte das folhas. 189+(5) páginas. Um exemplar interessante. London: Faber and Faber, 1960.

Preço: 24 euros.


 


DE LISBOA A SEVILHA

PELOS PIRINÉOS


ROGERIO PEREZ


Viagem. Excerto de um artigo de Norberto Lopes, no Diário de Lisboa, como prefácio. Passagens por Marrocos, Córdoba, Pirinéus, Madrid, Sevilha, (…).

Capa de Stuart de Carvalhais. Tiragem numerada (ex. n.º 1006), rubricada pelo autor. 190+(2) páginas. 19,4 x 13 cm. Encadernação sintética da época, com manchas leves, pouco relevantes. Possui ambas as capas de brochura, não aparadas e em bom estado, sem defeitos. Miolo no geral limpo. Lisboa: Parceria António Maria Pereira, 1929.

Preço: 20 euros.


 


PRIMEIRO DE MAIO


EÇA DE QUEIROZ


Ilustrações de João Abel Manta. Edição de um ensaio de Eça de Queirós na Gazeta de Notícias, Rio de Janeiro, n.º 170, 19 de Junho de 1892, cuja primeira página é reproduzida no final da brochura, em fac-simile. 18 páginas. 29 x 21 cm. Bom estado. Lisboa: O Jornal, 1979.

Preço: 18 euros.


 


ECHOS DE PARIZ


EÇA DE QUEIROZ


Terceira edição. Ver índice dos assuntos (). Com 227+(3) páginas. 18,5 x 11,5 cm. Encadernação inteira, sintética, sóbria, em bom estado. Miolo aparado. Com capas de brochura. Bom exemplar. Porto: Livraria Chardron, de Lello & Irmão, 1920.

Preço: 15 euros.


 


ULTIMAS PAGINAS

(MANUSCRIPTOS INEDITOS)
S. CHRISTOVAM — STO. ONOFRE — S. FREI GIL — ARTIGOS DIVERSOS

EÇA DE QUEIROZ


Comporta as «Lendas de Santos» dedicadas a São Cristovão, Santo Onofre e São Frei Gil; uma carta a Camilo Castelo Branco; a «Última carta de Fradique Mendes»; o «Testamento a Mecenas»; e «O Francezismo».

Terceira edição. Com viii+386+(2) páginas. 18,5 x 11,5 cm. Encadernação inteira, sintética, sóbria, em bom estado. Miolo aparado. Com capas de brochura. Bom exemplar. Porto: Livraria Chardron, de Lello & Irmão, 1921.

Preço: 17 euros.


 


POLÉMICAS

DE EÇA DE QUEIROZ


Organização, introdução e notas de
JOÃO C. REIS


Obra completa em cinco volumes, cobrindo os períodos (1867-1872, dois primeiros vols.), (1874-1887) e (1887-1890, dois últimos vols.). Ver reprodução integral dos índices (). Total de 1088 páginas [228+(4); 209+(3); 263+(1); 227+(1); 150+(2)], e 23 x 16 (x 7) cm. Ligeira descoloração nas lombadas dos volumes I, II e V. Bom estado. Colecção Heuris. Lisboa: Europress, 1987-1988.

Preço: 50 euros.


 


NOVAS CARTAS INÉDITAS DE EÇA DE QUEIROZ

CAMILLO, GUERRA JUNQUEIRO, OLIVEIRA MARTINS, TEOPHILO BRAGA,
JOÃO DE DEUS, CASTILHO, FIALHO, ANTÓNIO FEIJÓ E CÂNDIDO DE FIGUEIREDO
A

RAMALHO ORTIGÃO


Cartas de Eça de Queirós, maioritariamente, mas também de Camilo Castelo Branco, Guerra Junqueiro, Oliveira Martins, Teófilo Braga, João de Deus, António Feliciano de Castilho, Fialho de Almeida, António Feijó e Cândido Figueiredo — dirigidas a Ramalho Ortigão.

Introdução de Bricio de Abreu, prefácio de Lopes d’Oliveira e posfácio de Álvaro Moreyra. LII+(4)+244+(2) páginas. 19,4 x 13 cm. Colecção “Dom Casmurro”, sob a direcção de Álvaro Moreyra e Bricio de Abreu. Tiragem de 5000 exemplares numerados (este o n.º 2142). Rio de Janeiro: Alba Editora, 1940.

Encadernação em óptimo estado, miolo manuseado: meia encadernação de pele, conserva capas de brochura, e lombada no final, em miolo não-aparado, com ocasionais manchas e pequenas marcas de restauro; falta de um canto de página (sem perda de texto) na página 240; dupla assinatura de posse no início da introdução, datada de Lisboa, 20/6/47.

Preço: 24 euros.


 


CORRESPONDÊNCIA CONSULAR


EÇA DE QUEIRÓS


Edição de Alan Freeland. Tradução de José Moura Carvalho. Ilustrado com alguns fac-símiles, e um retrato do autor, em papel couché, extra-texto. Inclui índice analítico. Com [2]+LXII+[8]+198+(4) páginas. 23 x 16 cm. Bom estado. Lisboa: Edições Cosmos, 1994.

Preço: 22 euros.


 


ALBUM DE ESTATISTICA GRAPHICA DOS
CAMINHOS DE FERRO DO ULTRAMAR
1903


Com mapas in-folio do caminho de ferro de Mormugão, dos caminhos de ferro do sul da Índia, do caminho de ferro de Lourenço Marques, e do caminho de ferro de Luanda a Ambaca, cada um deles complementado com diversos mapas estatísticos e gráficos (mercadorias, movimentos, receitas, etc.). Termina com um mapa desdobrável dos caminhos de ferro do sul de África (63,7 x 57,3 cm).

Álbum (37,5 x 26,5 cm) em cartonagem editorial com lombada em tela verde. Com (2)+xi+(57)+[1] páginas. Capa manchada. Miolo no geral limpo, com ocasionais picos de acidez marginais. Papel superior. Pequeno carimbo azul de oferta do Ministério da Marinha no rosto. No geral, um exemplar interessante.

Edição da 3.ª Repartição da Direcção Geral do Ultramar, do Ministério do Mar e da Marinha, Lisboa, na Typographia da «A Editora», 1905.

Preço: 70 euros.


 


ÉTUDE GÉOLOGIQUE DU

TUNNEL DU ROCIO

CONTRIBUTION À LA CONAISSANCE DU SOUS-SOL DE LISBONNE


PAUL CHOFFAT


Avec un article paléontologique par M. J. C. Berkeley Cotter et un article zoologique par M. Albert Girard.

Numa recensão dedicada a esta «notável publicação», na Revista de Sciencias Naturaes e Sociaes, da Sociedade Carlos Ribeiro [vol.1, 1889, p. 184], Rocha Peixoto destaca os caminhos abertos pelo estudo rigoroso e pioneiro de Paul Choffat:

«A introducção, de per si, constitue, por varios motivos, um trabalho interessantíssimo; é a exposição das vantagens immediatamente derivativas da technologia geognostica, apoiando-se o auctor, para a exemplificação do seu proposito, em factos curiosos sobre a abertura de vias férreas, exploração mineira, construcção dos cemiterios, perfuração de poços, problemas de hydrologia, agricultura e topographia. D’este capítulo, que desejaríamos ver vulgarisado, destacariamos factos singulares sobre cousas nossas, se tal comportasse o espaço de que dispomos.» [ler texto completo aqui, com o resumo do restante conteúdo da obra].

Em brochura e intonso: 32,2 x 25,2 cm. Com (8)+106+(2)+[XIV] páginas — no final, possui quatro plantas desdobráveis e três folhas couché com fotografias e desenhos das escavações. Com mínimas falhas de papel nas margens das capas, e a lombada escurecida e fendida, algo frágil. Miolo com ocasionais manchas marginais, e marcas superficiais de bicho de papel, pouco frequentes. No geral, um bom exemplar, invulgar.

Edição da Comissão dos Trabalhos Geológicos [Comission des Travaux Géologiques du Portugal], Lisbonne: Imprimerie de l’Académie Royale des Sciences, 1889.

Preço: 80 euros.


 


PHYSIOLOGIE DES CHEMINS DE FER


ÉDOUARD SIEBECKER


O autor (S. Petersburgo, 1829 — Paris, 1901) foi secretário de Alexandre Dumas, militar, jornalista, administrador na Compagnie des chemins de fer de l’Est, etc.

Um volume composto por eflexões e historietas em redor dos caminhos-de-ferro, com nostalgia e humor, divididas em 6 partes: Grandes Compagnies — Employés — Public — Portraits — Anecdotes — Conseils aux voyageurs.

Encadernação da época, com a lombada em pele, gravada a ouro, com ligeiro desgaste nas extremidades mas sólida. Miolo manchado, principalmete junto às guardas, e assinatura de posse coeva no verso do rosto. No geral, um exemplar interessante. (iv)+280 páginas. 17,5 x 12 cm. Invulgar. Paris: J. Hetzel libraire-éditeur, 1867.

Preço: 35 euros.


 


MANUAL DE SERVIÇO INTERNACIONAL DE PASSAGEIROS PARA O PESSOAL DA REVISÃO


Dactiloscrito policopiado, ilustrado com esquemas e reproduções (vários desdobráveis), para uso interno. 176 páginas (não numeradas). 21 x 15 cm. Marcas de uso. Edição da Direccção do Pessoal da Divisão de Formação da CP — Caminhos de Ferro Portugueses, 1979.

Preço: 15 euros.


 


O SERVIÇO SOCIAL PENITENCIÁRIO


FERNANDO RODRIGUES LEITÃO


Assinado pelo autor com dedicatória de amizade. Segundo a nota inicial, um livro (também) pensado para a actualização dos serviços prisionais do Ultramar — e que inclui análise breve de alguns casos estrangeiros (Bélgica, França, Alemanha, Inglaterra, E.U.A., Espanha e Países Escandinavos) e de directrizes contemporâneas da Igreja Católica.

Brochado. 110+(2) páginas. 20,8 x 15,2 cm. Capa com pequenos defeitos. Miolo limpo. Impressão pobre. Estado geral satisfatório. Composto e impresso nas Oficinas Gráficas do Colégio dos Orfãos, Porto, 1964.

Preço: 15 euros.


 


ASPECTOS DA POLÍTICA CRIMINAL
EM ALGUNS PAÍSES DA EUROPA


JOSÉ GUARDADO LOPES


Assinado pelo autor, à época Director-Geral dos Serviços Prisionais, com dedicatória ao arquitecto Alberto Pessoa.

Países europeus analisados: Alemanha, Áustria, Bélgica, França, Holanda, Itália, Noruega, Suécia e Suíça.

269+(1) páginas, e 23,5 x 17,7 cm. Capas e lombada com algumas manchas. Miolo limpo. Exemplar interessante. Separata do Boletim do Ministério da Justiça, n.ºs 56 e 57, Lisboa, 1956.

Preço: 20 euros.


 

Jean GENET

[13Dez20]


A CRIANÇA CRIMINOSA


JEAN GENET


Inclui os textos (prosa/ensaio): «A criança criminosa» [L’enfant criminel] — «A estranha palavra» [L’étrange mot d’…] — «O segredo de Rembrandt» [Le secret de Rembrandt] — «O que resta de um Rembrandt rasgado em quadradinhos muito perfeitos, que foi pela retrete abaixo» [Ce qui est reste d’un Rembrandt déchiré en petits carrés reguliers, et foutu aux chiottes] — «O funâmbulo» [Le funambule].

Tradução e prefácio de Aníbal Fernandes. Com 20,5 cm x 14,5 cm, e  91+(5) páginas. Capa sobre pintura de Augusto T. Dias. Exemplar como novo. Colecção Memória do Abismo nº 19. Lisboa: Hiena Editora, (Março de) 1988.

Preço: 12 euros.



INFERNOS

FRAGMENTOS

JEAN GENET


As páginas que vão seguir-se não foram extraídas de um poema: deveriam tender para ele. Seriam uma tentativa, ainda muito longínqua, de aproximação, se por acaso não fossem um rascunho entre muitos de um texto que será caminhada lenta, comedida, em direcção ao poema que justificará tanto este texto como o texto me justificará a vida. [nota inicial do autor]

Tradução e prefácio de Aníbal Fernandes. Título original: Fragments. Inclui Capa de Rui André Delídia sobre fotografia de Marc Barbezat [1957]. Com 87+(3) páginas. 20,5 cm x 14,5 cm. Exemplar como novo. Colecção Memória do Abismo nº 25. Lisboa: Hiena Editora, (Setembro de) 1990.

Preço: 12 euros.



GENET


YUKIO MISHIMA


seguido de O CONDENADO À MORTE de Jean GENET


Tradução, introdução e notas de Aníbal Fernandes [«(…) traduzir O Condenado à Morte propõe uma escolha entre vários abismos.»]. Capa de Rui André Delídia sobre fotografia de Raymond Voinquel. 56 +(4) páginas. 20,5 cm x 14,5 cm. Exemplar como novo. Colecção Memória do Abismo nº 10. Lisboa: Hiena Editora, (Janeiro de) 1994.

Preço: 10 euros.


 


O último número de Le Voyage en Grèce, uma revista que durou apenas 11 números, entre 1934 e 1939 (mais um extra, em 1946), e que contou com colaborações de Le Corbusier, Pablo Picasso, Georges Braque, André Derain, Henri Matisse, Georges Bataille, Roger Caillois, Giorgio de Chirico, Jean Cocteau, Fernand Léger, Jacques Prévert, Michel Leiris, François Mauriac, Raymond Queneau, Pierre Reverdy, Marguerite Yourcenar, e muitos outros.

Inicialmente pensada como um projecto editorial de vocação turística pelo seu editor e criador, Héraclès Joannidès (1897-1950), director da Société Neptos em Paris — para distribuição a bordo dos cruzeiros que organizava ao seu país natal, criando uma «ligação entre a Grécia e os seus viajantes por intermédio dos escritores, dos artistas e dos sábios contemporâneos» —, cedo transcendeu este âmbito inicial para se tornar um local de encontro inovador entre o classicismo grego e a vanguarda europeia, ao nível da imprensa periódica literária e artística, e um objecto (tipo)gráfico de luxo, para a época. Para tal, Joannidés recebeu preciosos conselhos do célebre editor Tériade, ambos gregos, ambos radicados em Paris.


LE VOYAGE EN GRÈCE

N.º 11 (1939), Cahiers Périodiques


Número essencialmente dedicado à Arquitectura tradicional grega. Capa reproduz um fragmento de uma pintura de Théophilos. Com uma estampa extra-texto do mesmo pintor. Colaboração literária de Le Corbusier, Roger Avermaete, R. Allendy, Jean-Germain Tricot, André Fraigneau, Pierre Borel, R. Th. Bosshard, Evrot, Henri Focillon, Jules Formigé, Fernand Léger, Camille Mauclair, Mario Meunier, E. Pontremoli, Louis Roussel, Pierre Sonrel, André Thérive e Charles Vildrac. Desenhos de Le Corbusier e F. M. Salvat. Fotografias de Panos Dzelepis, L. Frantzis, Herbert List, Eli Lotar, Nellys, Roger Nicolle e J.-G. Tricoglou. Realização artística de André Fraigneau, J.-G. Tricot e Roger Vitrac.

LE VOYAGE EN GRÈCE, n.º 11, Paris, Été 1939. Édités par H. Joannidès. 28+(4) páginas. 27,5 x 22 cm. Com manchas marginais na capa; no geral em bom estado. Invulgar. Paris: Cahiers Périodiques, 1939.

Preço: 35 euros.


 


POEMAS DE MIKLÓS RADNÓTI


Traduzidos por Teresa Balté e Zoltán Rózsa


Todos os textos, à excepção da Oitava écloga, são versões de Teresa Balté sobre traduções literais de Zoltán Rózsa.

Autografado com dedicatória datada, de Teresa Balté a Raul Rego.

Plaquete. Com um retrato do autor por Armando Alves. Nota biográfica acerca de Miklós Radnóti por Teresa Balté. 82.º título da colecção O Oiro do Dia. Tiragem de 250 exemplares numerados (este sem número). Capa de papel contendo folhas soltas, e o retrato do autor impresso em papel couché. 33+(3)+[2] páginas. 29,5 x 18 cm. Capa com pequenas imperfeições; bom estado geral. Porto Editorial Inova, Março de 1982.

Preço: 35 euros.


 


CALENGA


CASTRO SOROMENHO


Contos. Primeira edição, com dedicatória datada ao jornalista Mário Rocha, à época n’O Século Ilustrado.

Capa e ilustrações de Manuel Ribeiro de Pavia. Prefácio de Arthur Ramos. Brochado. 231+(9) páginas. Alguns cadernos por abrir. 19,2 x 12,5 cm. Capa com pequenas manchas, visíveis na fotografia, e lombada amarelecida. Contracapa com mínimas marcas de bicho de papel, pouco perceptíveis. Exemplar interessante. Lisboa: Editorial Inquérito, 1945.

Preço: 40 euros.


 


LIVRO DE HISTÓRIAS


JOÃO UBALDO RIBEIRO


Assinado pelo autor na página de ante-rosto.

Contos. Primeira edição em Portugal, em Dezembro de 1982. Prefácio de Jorge Amado. Capa de José Pinto Nogueira. Fotografia da contracapa de Joaquim Lobo. 175 páginas. 20,5 x 14 cm. Bom estado de conservação. Lisboa: Edições O Jornal, 1982.

Preço: 30 euros.


 


RIACHO DOCE


JOSÉ LINS DO REGO


1.ª edição. Romance. Brochado. 372 páginas. 19 x 12,5 cm. Capa do pintor Santa Rosa. Em estado de conservação satisfatório, com picos de oxidação em algumas páginas. Rio de Janeiro: Livraria José Olympio Editora, 1939.

Em conjunto com:

Cadernos de Divulgação Luso-Brasileira, n.º 10, dedicado a José Lins do Rego, da autoria de Victor Santos. Exemplar assinado pelo autor com dedicatória. 14 páginas, 18,5 x 13 cm. Manuseado e com picos de oxidação. Lisboa: Livraria Portugal, s. d.

Preço: 24 euros.


 


CURSO DE ROMANCE

Conferências Realizadas na Academia Brasileira de Letras

Com ensaios de Menotti del Picchia, Peregrino Júnior, Osvaldo Orico, Múcio Leão, Cassiano Ricardo, Austregésilo de Athayde e Cláudio de Souza, e um texto de apresentação do presidente Aníbal Freire.

234 páginas. 24 x 16,5 cm. Exemplar sólido, e de miolo limpo. Lombada com defeitos (amarelecida, pequenas falhas de papel). Capa com marcas superficiais de bicho de papel, junto à margem inferior. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras, 1952.

Preço: 15 euros.


 


EXPEDIÇÕES CIENTÍFICO-MILITARES
ENVIADAS AO BRASIL


SOUSA VITERBO


Primeira reunião deste importante conjunto de cerca de 164 biografias, e bibliografias — de cientistas, arquitectos, cartógrafos, desenhadores, engenheiros, fortificadores e naturalistas portugueses ou que, ao serviço de Portugal, trabalharam no Brasil —, inicialmente publicadas dispersas na Revista Militar, entre 1893 e 1895.

Coordenação, aditamentos e introdução de Jorge Faro. Em 2 volumes, de 175 + 142 páginas, e 18 x 13 (x 2) cm. Ambos os volumes com o miolo limpo, e as capas e lombadas com pequenas manchas e marcas de bicho de papel. Impressos na Neogravura, Lisboa, para as Edições Panorama, em 1962.

Preço: 28 euros.


 


O BRASIL DE HOJE


MAJOR ALEXANDRE DE MORAIS


Homem do Regime — autor de um volume de crónicas militares da Guerra Civil de Espanha (vista pelo prisma franquista), do Manual do Legionário, do Manual da Mocidade Portuguesa, das Leis do Exército Novo, e de algumas obras sobre aspectos militares da II Guerra Mundial — Alexandre de Morais retrata nesta obra o Brasil da época (início da década de quarenta), nos seus aspectos geográficos, históricos, políticos, económicos, militares (e beligerantes). O mote parece ter sido a entrada do Brasil na II Guerra Mundial, contra a Alemanha e a Itália, por força dos ataques infligidos pelos países do Eixo à frota mercante brasileira.

Obra completa em 2 volumes, ilustrados com fotografias, tabelas e mapas, de 244 e 286 páginas (maioria por abrir), e 19 x 13 (x 4) cm. Capas com pequenas manchas, lombadas amarelecidas, miolo de ambos os volumes limpo. Lisboa: Edições Universo, 1943.

Primeiro volume autografado pelo autor com dedicatória ao «velho e querido amigo» Andrade e Sousa.

Preço: 27 euros.


 


O RIO DE JANEIRO NO SÉCULO XVI


JOAQUIM VERÍSSIMO SERRÃO


Obra completa em 2 volumes, sendo o primeiro uma monografia histórica, que «trata do sítio da Guanabara desde as primeiras viagens dos navegadores portugueses, traçando depois a história da cidade de S. Sebastião, até aos fins do século XVI», com um índice onomástico e geográfico de 45 páginas; e o segundo volume uma colecção de documentos colhidos na Torre do Tombo, Arquivo Histórico Ultramarino e Biblioteca da Ajuda, para uso futuro dos historiadores.

252 + 167 páginas. 25 x 18 (x 3) cm. Bom estado de conservação. Uma edição da Comissão Nacional das Comemorações do IV Centenário do Rio de Janeiro, Lisboa, 1965.

Preço: 24 euros.


 


AS CAUSAS PROFUNDAS DA
REVOLUÇÃO FRANCESA


PETRUS


O primeiro (n.º 1) dos Cadernos do Povo, da Biblioteca de Estudos Sociais do Movimento de Renovação Democrática. Folheto com 32 páginas, tipograficamente distinto — apanágio das edições de Pedro Veiga. 17 x 11,7 cm. Capa com pequenas manchas. Bom estado. Porto: Petrus, [s.d.].

Preço: 17 euros.


 


O ROMANCE CONTEMPORÂNEO


Um ciclo de conferências consagrado ao Romance contemporâneo, por iniciativa da Sociedade Portuguesa de Escritores, com o patrocínio da Fundação Calouste Gulbenkian, pronunciadas em Lisboa, Porto e Coimbra, no ano de 1960.

Com ensaios de VITORINO NEMÉSIO («Romance, existência e visão do mundo»), PAULO QUINTELA («O romance alemão contemporâneo»), MARIA DE LOURDES BELCHIOR PONTES («Do romance espanhol contemporâneo»), URBANO TAVARES RODRIGUES («O romance francês contemporâneo»), J. MONTEIRO-GRILLO («O moderno romance inglês»), VIEIRA DE ALMEIDA («Do romance italiano contemporâneo»), JOSÉ PALLA E CARMO («O romance norte-americano contemporâneo») e ANTÓNIO QUADROS («O romance brasileiro actual»).

Brochado. 191+(9) páginas, por abrir. Formato largo: 26 x 19,5 cm. Bom estado geral. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Escritores, 1964.

Preço: 15 euros.


 


LÍRICA AMOROSA ALEMÃ MODERNA


versões portuguesas de
PAULO QUINTELA


Como explica a nota introdutória, este conjunto de traduções nasce de uma visita que nunca aconteceu, a da poetisa alemã Marie Luise Kaschnitz a Coimbra, em 1972.

Traduções de Paulo Quintela, de: Rainer Maria Rilke, Hans Magnus Enzensberger, Karl Krolow, Erich Fried, Ingeborg Bachmann, Nelly Sachs, Heinz Piontek, Wolfgang Weyrauch, Paul Celan, Max Holzer, Rafael Alberti (com a tradução alemã de Kaschnitz), Eugen Gomringer, e uma «breve antologia» (18 poemas) de Marie Luise Kaschnitz.

80 páginas. 21,6 x 14,8 cm. Capa com alteração de cor parcial. Miolo limpo. Colecção Cancioneiro, série Antologia, Coimbra: Vértice, 1978.

Preço: 17 euros.



A ASCENSÃO DE JOANINHA


GERHART HAUPTMANN


Título completo: A Ascensão de Joaninha. Sonho Dramático em Dois Actos. Tradução, prefácio e notas de Paulo Quintela. 2.ª edição, bilingue, seguida de um apêndice «que é, de certa maneira, a recuperação parcial da homenagem prestada em Portugal a Gerhart Hauptmann na passagem do centenário do seu nascimento em Novembro de 1962» [do prefácio].

Contém 3 reproduções fotográficas a preto-e-branco, em extra-texto: Hauptmann; uma cena do espectáculo no TNDMII, com Palmira Bastos e Maria Lalande, na temporada 1943-44; e a reprodução de uma gravura de Käthe Kollwitz. Brochado. 240+(6) páginas. 19,6 x 13,4  cm. Bom estado de conservação. Coimbra: Almedina, 1967.

Preço: 15 euros.



POEMAS


NELLY SACHS


Versão portuguesa e nota introdutória de Paulo Quintela. Brochado. 22 páginas. 22 x 16,5 cm. Bom estado de conservação. Separata do nº 230 de Vértice, Novembro de 1962. Coimbra: Vértice, 1963.

Preço: 12 euros.



ESPECTÁCULO DE HOMENAGEM DO TEATRO
AO DOUTOR PAULO QUINTELA


TEUC


Prospecto com o programa e os intervenientes do espectáculo de homenagem do Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra a Paulo Quintela, levado à cena em Coimbra, a 26 de Março de 1955. Peças de Raúl Brandão (O Avejão), Gil Vicente (Auto da Feira) e Goethe (Prometeu). 4 páginas. 21,6 x 15,5 cm. Bom estado de conservação. Tiragem de 350 exemplares. Impresso em Coimbra, 1955.

Preço: 10 euros.


 


PROMETEU AGRILHOADO


ÉSQUILO


Tradução e prefácio (com 23 páginas) de Eduardo Scarlatti (1898-1990). Exemplar da tiragem especial numerada e assinada (pelo tradutor): exemplar n.º 291, dedicatória datada de 1981. Com 8 fotografias a preto e branco, extra-texto.

2.ª edição (publicado originalmente na Biblioteca Cosmos). Brochado. 116+(8) páginas. 21,5 X 15,3 cm. Sobrecapa e lombada manchadas, miolo limpo. Lisboa: Livraria Luso Espanhola, [s.d.].

Preço: 22 euros.


 


LIVRO NEGRO

INSTRUÇÕES SECRETAS PARA A SUBVERSÃO DA SOCIEDADE MODERNA


TITO KOWALSKI


[Pseudónimo não identificado de autor português.] Começando por justificar uma afirmação de Álvaro Cunhal, após encontro com Georges Marchais, de que «o eurocomunismo não se aplica em Portugal», o texto parte para a análise de alguns comunismos europeus (Itália, França, …), antes de uma digressão pela história recente de algumas insurreições armadas, e a sua sustentação teórica em diversos autores, de uma forma não muito clara (vide índice ↑). As instruções são, principalmente, tópicos.

Capa de V.M. 73+(7) páginas. 20,8 x 14,7 cm. Selo e etiqueta destacável, na guarda, da agência de jornais Jornália, nas Caldas da Rainha. Capa com marcas de manuseio, miolo limpo: bom exemplar. Impresso na Tipave, em Aveiro. Queluz: Literal, 1977.

Preço: 17 euros.


 


EPISODIOS DOMINICANOS

LA CONSPIRACIÓN DE LOS ALCARRIZOS


MAX HENRÍQUEZ UREÑA


1.ª edição. Exemplar autografado pelo autor com dedicatória ao embaixador Luís Norton. 335 páginas. 19,5 x 13 cm. Lisboa: edição do autor, 1941. Bom estado de conservação.

Max Henríquez Ureña (1885-1968), diplomata e escritor dominicano, filho da poetisa Salomé Ureña e irmão do ensaísta e pedagogo Pedro Henríquez Ureña, desempenhou vários cargos no governo do ditador Rafael Trujillo, entre as décadas de 1930 e 1950, no país e no estrangeiro, razão pela qual a lista dos locais de publicação das suas obras é variada: Valladolid, Santiago de Cuba, Havana, Paris, Madrid, Buenos Aires, México, Rio de Janeiro, Lisboa.

La Conspiración de Los Alcarrizos, episódio ocorrido durante a ocupação haitiana do país (1822-1824), é a segunda de quatro novelas denominadas «Episodios Dominicanos», onde Ureña narra a história da independência da República Dominicana na primeira metade do século XIX. A escrita do livro teve início em Londres, a 2 de Abril de 1939, e terminou em Lisboa, a 10 de Outubro de 1940. Composto e impresso pela Sociedade Industrial de Tipografia (ao Carmo).

Invulgar.

Preço: 45 euros.


 


POR LA CONCORDIA


FRANCISCO CAMBÓ


De Francesc Cambó y Battle (1876-1947), advogado e político, fundador da Liga Regionalista, Ministro do Fomento (1918) e da Fazenda (1921-1922), o «grande profeta fracassado do nacionalismo catalão». Edição de uma conferência do autor na Associación Catalanista de la Barceloneta, em Janeiro de 1923, anterior ao golpe de Estado de Primo de Rivera, em Setembro desse mesmo ano.

Segunda edição (prefácio datado de 1927). Com 211 páginas, e 15,7 x 12,3 cm. Lombada fendida, e com marcas de restauro. Miolo com picos de oxidação. Exemplar sólido. Madrid: Compañía Ibero-Americana de Publicaciones, [s.d.].

Preço: 18 euros.


 


L’ESPAGNE ET LE PORTUGAL

DEPUIS L’INVASION DES CARTHAGINOIS JUSQU’A NOS JOURS
AVEC UN CHAPITRE SPÉCIAL RÉSUMANT LES ANNALES DE
L’INQUISITION
EN ESPAGNE ET EN PORTUGAL

EMMANUEL RAYMOND


Emmnanuel Raymond é pseudónimo do escritor Léon Galibert (1803-1865?). Encadernação editorial. 191 páginas. 15 x 10 cm. É comum apontar o ano de 1862 como o de publicação da primeira edição desta obra, visto ser a última data referida no texto. Colecção Bibliothèque Utile, da Librairie Germer Baillière, Paris. [Será a 2.ª edição de 1885?].

Existe uma cópia digital integral desta precisa edição, a partir de um exemplar existente na Universidade de Califórnia.

Preço: 22 euros.


 


TERESA


MIGUEL DE UNAMUNO


Primeira edição, de um dos livros menos vezes reeditados de Miguel de Unamuno, o último que escreveu e publicou antes do exílio forçado após o golpe militar de Primo de Rivera, em 1924.

Prosa e verso. Prólogo de Rubén Darío reproduz um artigo para o La Nácion, de Março de 1909. Com 227+(5) páginas, e 19,5 x 13 cm. Madrid: Renacimiento, [1924].

Com uma assinatura de posse rasurada no ante-rosto, a capa algo manuseada e a lombada fendida (defeitos visíveis nas fotografias). Volume intonso, com o miolo amarelecido.

Invulgar.

Preço: 40 euros.


 


EL ALMENDRO Y LA ESPADA

POEMAS DE PAZ Y GUERRA


CONDE DE FOXÁ


Poemas de paz e de guerra, de Agustín de Foxá Torroba, Conde de Foxá (1903 – 1959), uma parte dos quais sobre a guerra civil espanhola; refira-se ainda a presença de um Canto a Roma dedicado a Mussolini. Foxá foi jornalista e diplomata falangista, e nas letras destacou-se também como autor de ficção científica.

Capa e desenhos de Jesús Olasagasti (1907 – 1955). Assinatura de posse, a lápis, na capa, do embaixador Luís Norton. Capa com algumas manchas de humidade, e interior impecável, em excelente papel. Intonso. 119 páginas. 21 x 14,5 cm. San Sebastian: Editora Internacional, 1940.

Preço: 25 euros.



10 POESIAS SOBRE A GUERRA CIVIL ESPANHOLA


AGUSTÍN DE FOXÁ


Versão portuguesa de António Manuel COUTO VIANA, que assina uma «sentimental» nota introdutória sobre poetas nacionalistas esquecidos. Com 4 extra-textos, ilustrações de Juan Soutullo, em papel couché. [8]+43+(1) páginas. 23,5 x 16,5 cm. Papel superior. Pequena mancha na capa. Bom estado. Invulgar. Coimbra: Cidadela, 1972.

Preço: 25 euros.


 


ALBA DE ALJUBARROTA

EL ADVENIMIENTO DE LA CASA DE AVIZ

MARQUÉS DE QUINTANAR


Autografado pelo Marquês de Quintanar com dedicatória ao embaixador Luís Norton, «recordando mi gran amistad con Eugénio de Castro».

Conferencia leída por su Director, el Excmo. Sr. Marqués de Quintanar, en la sala de San Quirce, el 14 de Agosto de 1946.

38 páginas e uma árvore genealógica (desdobrável, 24 x 44 cm) no final, com as origens das Casas de Avis e Bragança. 24 x 17 cm. Manchado nas capas e páginas adjacentes. Segovia: Universidad Popular Segoviana, 1946.

Preço: 20 euros.


 


BISMARCK

ARTÍFICE DE LA TERCERA REPÚBLICA FRANCESA

MARQUÉS DE QUINTANAR


Exemplar autografado pelo autor com dedicatória ao embaixador português Luís Norton, «querido amigo». Prólogo de Ramiro de Maetzu. Brochado. 221 páginas. 20,5 x 14,5 cm. Madrid: Cultura Española, 1936.

Ramiro de Maeztu, assassinado poucos meses após a publicação deste livro, e o Marqués de Quintanar [Fernando Gallego de Chaves Calleja, 1889-1974, Conde de Santibáñez del Río, «amigo fraternal» de António Sardinha e dos integralistas portugueses] foram ambos colaboradores próximos de Primo de Rivera durante a Ditadura. Após a queda da Monarquia e o advento da Segunda República fundaram a revista nacionalista Acción Española (1931-1937), propalado veículo reaccionário de ideias tradicionalistas, anti-liberais, anti-democráticas e anti-parlamentares.

Preço: 30 euros.


 


A GUERRA CIVIL DE ESPANHA


HELLMUTH GÜNTHER DAHMS


Título original: Der Spanische Bürgerkrieg (1962). Tradução portuguesa de Maria da Graça Cardoso. Ilustrado com 47 fotografias extra-texto, das agências de notícias EFE (Madrid) e Keystone (Paris). 347 páginas. 21 x 14,5 cm. Encadernação editorial, com a sobrecapa original em bom estado de conservação, salvo alguma perda de cor na lombada. Lisboa: Editorial Ibis, 1964 (dois anos antes da edição espanhola).

Preço: 15 euros.


 


ARMAS DA GUERRILHA


JEAN-LOUIS BRAU


«Pela primeira vez na Europa, a nomenclatura precisa e pormenorizada das técnicas utilizadas, quer em África, quer no Vietname, quer, ainda, na América Latina.»

Dividido em 3 partes: Os Fundamentos da Guerrilha; O Guerrilheiro e as suas Armas; A Formação do Guerrilheiro.

Edição ilustrada com fotografias, desenhos, esquemas e tabelas. Tradução de Zarco Moniz Ferreira. 190 páginas. 20 x 14 cm. Bom exemplar. Lisboa: Ulisseia, [1974].

Preço: 40 euros.


 


PARAQUEDISTAS


CAPTAIN F. O. MIKSCHE


No Prefácio, o autor, oficial checo, dedica o livro «à memória dos camaradas, que deram a vida, em 1940, nos campos de batalha da França, combatendo contra o inimigo comum, o Fascismo Internacional.»

Título original: Paratroops. Prefácio do autor. Tradução: Almirante Alberto Aprá e Major Alexandre de Moraes. A obra abrange o período que vai da Guerra Civil de Espanha até à II Guerra Mundial (a decorrer aquando da escrita do livro) e analisa a evolução e diversos aspectos «tropas vindas do ar». O texto é complementado com mapas e diagramas, incluindo um desdobrável no final do livro. Brochado. 248+(4) páginas, com a maior parte dos cadernos por abrir. 19 cm x 13 cm. Bom estado geral. Lisboa: Livraria Popular de Francisco Franco, 1944.

Preço: 17 euros.


 


OS BUDAS

O CONTRABANDO DE ARMAS

FERRO ALVES


Investigação jornalística de época, de um episódio histórico de contrabando de armas entre Portugal e Espanha, envolvendo o chamado «Grupo dos Budas» — onde pontuava Jaime Cortesão — e a planificação da Revolta de 26 de Agosto de 1931.

Capas e miolo limpos, lombada amarelecida e com uma pequena mancha marginal. Bom exemplar. 157+(3) páginas. 19 x 12 cm. Lisboa: edição do autor, 1935.

Preço: 18 euros.