MEMÓRIAS INÉDITAS DA RAINHA DONA AMÉLIA


LUCIEN CORPECHOT


«This memoir, written by a French journalist while its subject was still very much alive, reads almost like a work of fiction that bates the last days of the Portuguese monarchy in a soft glow of regret. The queen is portrayed as a woman whose courage was tested in many dramatic ways. Corpechot recounts stories of her rescuing the infant Luís Filipe from a cradle that had somehow caught fire, and plunging into the sea to help save a fisherman who had got himself into trouble.» [Malyn Newitt]

Título completo: Memórias Inéditas da Rainha Dona Amélia de Portugal. História dolorosa d’uma Princeza da Casa de França. Compendiadas por Lucien Corpechot.

Rara primeira edição em português, impressa em Paris. Tradução de Mello Menezes. Ilustrado com diversos  retratos fotográficos da família real, a preto, em extra-textos couché.

Volume intonso. Brochado. 143,(7) páginas. 19 x 12 cm. Pequena etiqueta de antiga biblioteca pessoal com o número «69» manuscrito, à cabeça da lombada. Muito bom estado de conservação. Rio de Janeiro: Casa A. Moura, 1913.

Preço: 40 euros.


 


30 POEMAS


ÁNGEL CRESPO


Exemplar assinado e datado pelo autor com dedicatória à actriz Hermínia Tojal («que ha leido maravillosamente algunos de estos poemas») — e enriquecido por anotações a lápis, da própria Hermínia Tojal, em várias páginas, que em tudo indiciam ter sido este o exemplar de uso numa leitura pública de alguns dos poemas.

Poemas traduzidos por António Osório, Eugénio de Andrade, José Bento e Mário Cláudio.

Tiragem de 500 exemplares. Brochado. 46,(2) páginas. 20 x 13,5 cm. Colecção Folhas Novas, nº2, dirigida por Hélder Moura Pereira, para a editora Gota de Água, Lisboa, 1984.

Documento invulgar.

Preço: 40 euros.



COLECCIÓN DE CLIMAS

(1975-1978)

ÁNGEL CRESPO


Com dedicatória de amizade, manuscrita pelo autor, ao poeta e editor António Campos.

Edição original. Brochado. 63,(5) páginas. 20 x 12,5 cm. Pequenos sinais de uso exteriores. Miolo limpo. Volume 42 da colecção Aldebaran, dirigida por Jose Luis Nuñez. Sevilla: Aldebaran, 1978.

Preço: 35 euros.



EN MEDIO DEL CAMINO

(POESÍA, 1949 – 1970)


ÁNGEL CRESPO


Antologia que «revisita e organiza» a obra poética de Ángel Crespo.

Exemplar autografado, pelo autor, com dedicatória datada de 1981, ao poeta e editor António Campos.

Edição original. Volume brochado. 290,(2) páginas. 19,5 x 12,5 cm. Capa com marcas de uso. Miolo limpo. Mantém-se um exemplar interessante. Colecção Poesía, Seix Barral, Barcelona, 1971.

Preço: 30 euros.


 


LISBOA


ÁNGEL CRESPO


Ensaio histórico-literário. Referências a vários escritores portugueses com os quais o autor conviveu. Ilustrações de Alexandre Ferrer. Inclui índice onomástico e desdobrável com os Painéis de S. Vicente.

Brochado. 226,(6),[1] páginas. 20 x 13 cm. Mínimas imperfeições exteriores. Miolo limpo. Bom estado geral. Colecção Las Ciudades, n.º 4, das Ediciones Destino, Barcelona, 1987.

Preço: 14 euros.


 


LIVRO DO DESASSOSSEGO

POR BERNARDO SOARES


FERNANDO PESSOA


Edição princeps. Recolha e transcrição dos textos de Maria Aliete Galhoz e Teresa Sobral Cunha. Prefácio e organização de Jacinto do Prado Coelho. No segundo volume, uma estampa a cor com uma aguarela pessoana de Mário Botas.

Volumes brochados. XLVII,(I),321,(3) e 287,(1),[1] páginas. 20 x 14 (x 4) cm. Lombadas com descoloração uniforme. Pequenas imperfeições nas capas. Leve desgaste nas arestas da lombada do segundo volume. Miolo de ambos os volumes limpo e sólido. Lisboa: Ática, 1982.

Preço: 60 euros.


 


FERNANDO PESSOA

EMPREGADO DE ESCRITÓRIO


JOÃO RUI DE SOUSA


Compilação de factos e referências de e sobre Fernando Pessoa, alusivos ao comércio da época, em geral, e à sua profissão de empregado de escritório, em particular. Inclui lista, descrição e morada de vários escritórios onde o poeta trabalhou.

Brochado. Ilustrado com fotografias e fac-similes, a preto. 102,(2) páginas. 21 x 15 cm. Edição do Sindicato dos Trabalhadores de Escritório, Comércio e Serviços (SITESE), Lisboa, 1985.

Preço: 12 euros.


 


RAUL BRANDÃO


CASTELO BRANCO CHAVES


Assinado pelo autor com dedicatória a Álvaro Salema, datada do mesmo ano da edição.

Nos Cadernos da «Seara Nova», série Estudos Literários, a partir de uma conferência realizada na Universidade Popular Portuguesa na noite de 17 de Maio de 1934. Advertência inicial (2 páginas) de António Sérgio.

Brochado. 32 páginas. 18,7 x 12,5 cm. Capa com mancha leve. Miolo limpo. Bom estado geral. Exemplar invulgar. Lisboa: Seara Nova, 1934.

Preço: 22 euros.


 


O PORTO DE LISBOA

ESTUDO DE HISTÓRIA ECONÓMICA

seguido de CATÁLOGO BIBLIOGRÁFICO E ICONOGRÁFICO

Álbum monumental ilustrado com inúmeros extra-textos fotográficos, impressos em heliocromia (protegidos por papel vegetal) e rotogravura, e diversos gráficos e mapas desdobráveis, incluindo a planta de toda a extensão do Porto de Lisboa, fronteira extensa entre a cidade e o rio.

Encadernação editorial com sobrecapa. 405,[38],(7) páginas. 33,8 x 28,5 cm. Bom estado geral. Edição da Administração-Geral do Porto de Lisboa, por ocasião do Quinto Centenário do Infante D. Henrique, 1960.

em conjunto com:

Gravura original assinada a lápis, com uma representação do edifício sede do Porto de Lisboa em 1917 — uma esquina icónica no Cais do Sodré. Emoldurada. Moldura: 22 x 27 cm. Imagem: 8 x 13 cm. Pequena mancha num canto do papel não impresso, junto à moldura, longe da imagem. Bom estado geral. Sem data.

Conjunto invulgar.

Preço: 125 euros.


 


JORNAL O NEGRO


EDIÇÃO COMEMORATIVA DO 110.º ANIVERSÁRIO


Reedição histórica integral dos três únicos números publicados do jornal O Negro (Orgão da Associação dos Estudantes Negros, Lisboa, 1911), «o primeiro periódico editado de uma geração de activistas» que, cinco meses após a proclamação da República e durante os 22 anos seguintes, até à instauração do Estado Novo, se organizou «em torno do pan-africanismo, da luta contra o racismo e da reivindicação de direitos para os territórios colonizados».

Caderno de 16 páginas [pdf] — em envelope craft editorial — fac-simile aproximado ao tamanho original da publicação (42 x 29,7 cm) — três números de 4 páginas cada, seguidos das 4 páginas do ensaio ilustrado «Uma semente de um movimento negro silenciado», de Cristina Roldão, José Augusto Pereira e Pedro Varela. Editor: Ouvir e Contar, Associação de Contadores de Histórias. Publicação: Falas Afrikanas. Lisboa, 9 de Março de 2021.

Preço: 5 euros.


 


VIDA DO VENERÁVEL PADRE
JOSÉ DE ANCHIETA


SIMÃO DE VASCONCELOS


Com um prefácio do Dr. Júlio Dantas. Obra reeditada (1.ª ed. 1672) por ocasião do quarto centenário da cidade de São Paulo (Brasil), cidade que terá sido fundada pelo padre Anchieta, num colégio jesuíta que também incluíria Manuel da Nóbrega. Retrato do biografado em couché, a par do rosto. Encadernação editorial que preserva capas de brochura, em bom estado geral ainda que com pequenas imperfeições na lombada. (6),446,(2) páginas. 19 x 13 cm. Porto: Lello & Irmão, 1953

Preço: 24 euros.


 


A MANUTENÇÃO MILITAR

1920-1921

RELATÓRIO DA GERÊNCIA

FRANCISCO DE PINA LOPES


O Major Francisco de Pina Lopes, com carreira militar preenchida de honras e louvores, destacou-se na organização administrativa — «modelar», segundo Gomes da Costa, e «com a mais severa economia e perfeição» —, tanto na Guarda Fiscal como na 1.ª Divisão do C.E.P., mas também, depois da Guerra, na Manutenção Militar. Foi eleito senador em 1915, e deputado em 1919, tendo exercido funções de secretário e relator de diversas comissões relativas a assuntos militares, fiscais e orçamentais. Finalmente, nos governos de António Maria Baptista e José Ramos Preto, foi Ministro das Finanças. Após passar à situação de licença ilimitada, em 1923, foi administrador da C.P. e de várias outras indústrias e bancos, nacionais e ultramarinos [GEPB, v. 21, pp. 690-691].

Este Relatório da Gerência da Manutenção Militar, correspondente ao biénio 1920-1921, é bom exemplo das ditas capacidades organizativas e administrativas de Pina Lopes, que procura ser «intérprete fiel e austero» do que observou, executou e fez executar, num momento orçamental difícil. Extenso e detalhado, com fotografias, desenhos e tabelas e mapas desdobráveis, pormenoriza secções, divisões, serviços, sucursais e depósitos, funções e vencimentos do pessoal, a instrução, o fardamento, a disciplina, os transportes ou a produção cerealífera. Destaque para o capítulo VIII, sobre a Greve dos Padeiros, p. 31-33.

Com 22 x 16,5 cm, e 78,[67],XXI,(3) páginas, contém 58 fotografias, desde a barbearia à biblioteca, passando pela marcha das operárias e o touro holandês da sucursal dos Olivais; 2 páginas com desenhos: a produção de pão e a produção de enchidos; 2 mapas desdobráveis e 2 tabelas desdobráveis. Bom estado de conservação.

Preço: 35 euros.



OS PESCADORES


RAUL BRANDÃO


Reportagem sobre a pesca e os pescadores em diversos locais da costa portuguesa, com capítulos sobre Setúbal, Berlengas, Caminha, Costa da Caparica, Foz do Douro, Mira, Nazaré, Olhão, Póvoa do Varzim, Sagres, Sesimbra, entre outros locais e especificidades, como a pesca do atum.

Capa de Manuel Correia. Brochado. 226,(6) páginas. 19 x 11,7 cm. Mínimos sinais de uso exteriores. Miolo limpo. No geral, bom exemplar. Lisboa: Editorial Estúdios Cor, 1973.

Preço: 14 euros.


 


A NOITE SANGRENTA


CONSIGLIERI SÁ PEREIRA


Neste livro se faz descrição completa da maneira como foi assassinado António Joaquim Granjo, ao pôr do sol do dia Dezenove de Outubro do ano de Mil Novecentos e Vinte e Um, no Arsenal de Marinha da cidade de Lisboa, bem como da sua vida e dos acontecimentos que precederam tão trágico sucesso.

Com uma carta prefácio de Raul Brandão. Exemplar manuseado. Encadernação modesta, com desgaste nos cantos exteriores das pastas. Sem capas de brochura. Miolo no geral limpo. Lisboa: Livrarias Aillaud e Bertrand, 1924.

Preço: 14 euros.


 


DIÁRIO DE UM VIAJANTE EM FRANÇA


Cartas de

LEANDRO JOSÉ DA COSTA


Trinta e seis cartas de Leandro José da Costa dirigidas ao Conselheiro José Luciano de Castro, a primeira datada de 27 de Agosto de 1878. Encadernação modesta mas sólida, com alguma descoloração dispersa. Sem capas de brochura. Miolo com manchas ténues, e um ou outro rabisco a lápis. Com 320 páginas e 20 x 13 cm. Lisboa: Typographia das Horas Romanticas, 1880.

Preço: 27 euros.


 


DESENHOS RECUPERADOS


LAGOA HENRIQUES


Catálogo da exposição na Galeria de Arte Moderna da SNBA, com os “desenhos recuperados” de um incêndio no atelier do artista. Os desenhos intactos foram cedidos por José Carlos Ary dos Santos, José Saramago, Isabel da Nóbrega e José Duarte Tinoco. Inclui um poema inédito de Eugénio de Andrade e um texto introdutório de Rocha de Sousa. Fotografias de Mário Cabrita Gil.

Com dedicatória autógrafa de Lagoa Henriques na página de rosto.

Brochado. Ilustrado a preto e a cor. 76 páginas (inum.). 25 x 20 cm. Capa com mínimo desgaste nas arestas. Miolo em papel couché. Bom estado. Lisboa: Sociedade Nacional de Belas Artes, [1972].

Preço: 50 euros.


 


COSTA DO SOL


CÂMARA REYS


Um texto originalmente publicado na Seara Nova n.º 1345-1346, de Nov./Dez. 1957 (pp. 237-239 e 247, digit. RIC), com 4 ilustrações de CARLOS BOTELHO. No ano seguinte, em edição de autor, é publicada esta plaquete, com sete novas ilustrações de Botelho, num total de 11, em fundo amarelo, o miolo invertendo a ordem de cores da capa.

Com 15 páginas e 23 x 15 cm. Capas com alteração de cor (leve escurecimento) em duas faixas, a partir das margens superior e inferior, que não tocam a mancha. Mínimas marcas de uso. Miolo limpo. No geral, um bom exemplar, de uma edição invulgar. Impresso na gráfica Santelmo, em Lisboa, em bom papel. Lisboa: Edição do Autor, 1958.

Preço: 25 euros.


 


GUIA ITINERÁRIO DO AUTOMOBILISTA


ANTÓNIO LEMOS


Guia centenário, enriquecido com notas de viagem manuscritas e senhas e recortes colados (8 páginas), por antigo possuidor, alguns alusivos a grupos excursionistas da época, em zona própria para «Notas», no início do livro — e após 7 páginas de publicidade (um anúncio por página) a oficinas, peças e automóveis, de marcas ou representantes na cidade do Porto.

Cartonagem editorial com a lombada em tela. (32),271,(1) páginas. 19 x 13 cm. Usado. Sólido. Capa com pequenas manchas. Miolo no geral limpo. Porto: Tipografia Empreza Guedes, 1923.

Invulgar.

Preço: 40 euros.


 

  • Nunca se deve perseguir afoitamente outro carro, na certeza de que onde ele passa, podereis passar também, visto que um veículo que se dirige em sentido contrário pode por ele, ser evitado, sem que vos aconteça o mesmo.
  • Um rebentamente de pneu é raras vezes perigoso se não travais, manobrando seguramente o volante. Qual é a melhor maneira de assim proceder? Volante bem seguro, unhas para cima e braços encostados ao tronco para maior firmeza.
  • Acima de tudo, aprendei a «manobrar». Aquele que no momento culminante não sabe agir com serenidade e precisão, não é um condutor seguro. Este deve conhecer bem o carro e efectuar as manobras instintivamente.
  • Não procureis nunca assombrar os passageiros com a vossa perícia: pelo contrário, esforçai-vos para que eles se mantenham absolutamente tranquilos.


BREVES INSTRUÇÕES DE MECÂNICA E CONSELHOS PARA CANDIDATOS A CONDUTORES DE AUTOMÓVEIS


BERNARDO DIAS


2.ª edição, refundida, aumentada e ilustrada com gravuras e o esquema da nova sinalização [1933]. Agrafado. 17 x 12 cm. 24 páginas + 2 estampas extra-texto, a cor, com sinais de trânsito e publicidade. Cartão de antiga escola de condução no interior. Usado. Miolo com manchas. Texto com pontuação algo anárquica. Impresso em Lisboa, na Tip. Moderna.

em conjunto com:

O EXAME. Prova Teórica para Condutores de Automóveis. Por José de Campos e Alexandre Campos. Ilustrado. Brochado. 80 páginas. 17 x 12 cm. Com sublinhados a vermelho. Lisboa: Edições Lane, 1971.

Preço (do conjunto): 12 euros.


 


DOZE SONETOS POR VARIAS ACCIONES


D. FRANCISCO MANUEL DE MELO


En la muerte de la Señora Dona Ines de Castro mujer del Princípe Don Pedro de Portugal. Introdução de Raul Rego. Assinado por Raul Rego com dedicatória manuscrita a José Ribeiro dos Santos, colegas de profissão e na resistência à ditadura.

Plaquete graficamente cuidada (capa em relevo e com dourado no título, bom papel, fac-simile limpo). Com XIV+16+(2) páginas. 20 x 14 cm. Bom estado. Invulgar. Lisboa: O Mundo do Livro, Natal de 1960.

Preço: 27 euros.


 


O BRONZE MERIDIONAL PORTUGUÊS


FERNANDO NUNES RIBEIRO


Ilustrado com 36 estampas (desenhos, fotografia), uma das quais desdobrável. Brochado. 33,(5),(LXXII),[1] páginas. 28 x 19 cm. Lombada escurecida por exposição solar. Miolo limpo. Mantém-se bom exemplar. Edição subsidiada pela Junta Distrital de Beja. Impresso na Minerva Comercial, Beja, 1965.

Preço: 40 euros.


 


O HOMEM DE LISBOA


THOMAS GIFFORD


Romance. Edição integral. Título original: The Man from Lisbon. Tradução de J. Peixoto e Eduardo Saló. Encadernação editorial com sobrecapa de José Antunes. 353 páginas. 24,5 x 16 cm. Mínimas marcas de uso exteriores. Miolo limpo. Bom estado geral. Lisboa: Círculo de Leitores, 1980.

Preço: 12 euros.


 


MEMÓRIAS DE UM POLÍCIA PORTUGUÊS


ANTÓNIO AUGUSTO AFONSO


Brochado. lustrado com diversas fotografias extra-texto, a preto e branco, em papel couché. 160 páginas. 20,5 x 14,5 cm. Assinatura de posse na página de rosto. Uma ou outra pequena mancha perdida no miolo. Bom estado geral. Lisboa: Cronos Publicações, [19 de Abril] de 1973.

Preço: 20 euros.


 


O PROBLEMA PRISIONAL PORTUGUÊS


ESTUDO ELABORADO PELA DIRECÇÃO-GERAL DOS SERVIÇOS PRISIONAIS EM CUMPRIMENTO DO DESPACHO DE S. EX.ª O MINISTRO DA JUSTIÇA DE 14 DE SETEMBRO DE 1955

Inclui diversas tabelas e quadros, e um mapa desdobrável (60 x 37 cm), com a localização de cadeias comarcãs e julgados municipais em todo o continente e ilhas.

Brochado. 168,[1] páginas. 24,8 x 18,7 cm. Capas e cantos exteriores do corte do miolo com manchas. Miolo no geral limpo. Caxias: Escola Tipográfica do Reformatório Central de Lisboa Padre António de Oliveira, 1956.

Preço: 25 euros.


 


POVO QUE LAVAS NO RIO


PEDRO HOMEM DE MELLO


Primeira edição, com assinatura do autor na primeira página do miolo. Prefácio de José Régio. Desenho de Carlos Carneiro. [… além de poemas, — contos, evocações, descrições, divagações, memórias…]

Brochado. 142,(6) páginas. 18,8 x 13,7 cm. Bom estado geral. Invulgar. Porto: Oficinas Gráficos Reunidos, [s.d.].

Preço: 70 euros.


 


DISCURSO DE ALFREDO MARCENEIRO
A GABRIEL GARCIA MÁRQUEZ


DINIS MACHADO


Primeira edição, autografada pelo autor com dedicatória ao crítico Álvaro Salema, datada de Dezembro de 1984.

Brochado. Ilustrações de Fátima Vaz. 30 páginas. 21 x 14 cm. Bom exemplar. Colecção Autores Portugueses. Lisboa: Livraria Bertrand, 1984.

Preço: 30 euros.


 


EM BUSCA DO TEATRO PERDIDO

1958-1971


CARLOS PORTO


Dezenas de críticas a peças, publicadas em jornais ao longo de 14 anos, relativas ao Teatro Experimental do Porto, Teatro Experimental de Cascais, Casa da Comédia, inúmeros grupos de teatro universitário, Maria Matos, Teatro Nacional D. Maria II, Grupo de Acção Teatral, e vários outros.

Obra completa em 2 volumes. Ilustrações de J. J. Granville [França, 1803-1847]. Capa de Isabel Laginhas. Arranjo gráfico de Júlio Navarro.

Brochados. 288 e 301,(12) páginas. 20,5 x 14 cm. Manuseados. Arestas exteriores com pequenas falhas de papel. Ocasionais manchas (leves) no miolo. Colecção Movimento, números 1 e 2. Lisboa: Plátano Editora, 1973.

Preço: 25 euros.


 


ORGANIZAÇÃO DA TERAPÊUTICA DE OCUPAÇÃO PARA DOENTES MENTAIS


JOAQUIM JOSÉ DE PAIVA CORRÊA

Administrador do Hospital Júlio de Matos

Comunicação ao VII Congresso Internacional dos Técnicos da Saúde. 15 páginas. 22 x 15 cm. Capa com uma garatuja. Manchado. Tiragem de 500 exemplares. Lisboa: Tipografia Sever, 1961.

Preço: 7 euros.


 


A CAVALO NO DIABO

CRÓNICAS DO PÚBLICO E CASOS PRIVADOS

JOSÉ CARDOSO PIRES


Crónicas. Primeira edição. Com invulgar dedicatória de José Cardoso Pires, extensa, de amizade e companheirismo lisboeta.

Brochado. 206 páginas. 21 x 13,5 cm. Muito bom exemplar. Colecção Obras de José Cardoso Pires. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1994.

Preço: 75 euros.


 


FILMES, FIGURAS E FACTOS
DA HISTÓRIA DO CINEMA PORTUGUÊS

1896-1949


M. FÉLIX RIBEIRO


Prefácios de Luís de Pina e de João Bénard da Costa, e introdução do autor:

Meti ombros a este trabalho na intenção de que nele ficassem apontados e respeitados muitos e variados aspectos do que foi a caminhada percorrida pelo cinema português ao longo do período que decorre entre o anos de 1896, quando Aurélio da Paz dos Reis dá as primeiras voltas de manivela, por intermédio da sua tão primitiva, embora eficiente, máquina de filmar, para nos oferecer a sua «Saída do Pessoal Operário da Fábrica Confiança», e o final de 1949, para nós um limite para os nossos propósitos […]

Capítulo I: 1.º Ciclo do Porto / Capítulo II: 1.º Ciclo de Lisboa / Capítulo III: 2.º Ciclo do Porto / Capítulo IV: 2.º Ciclo de Lisboa / Capítulo V: O sonoro chega a Portugal.

Com fotografias, anúncios, desenhos, caricaturas, fotogramas de filmes, etc. Brochado, 651+(5) páginas (papel couché), 25,8 x 17,8 cm. Bom estado geral. Lisboa: Cinemateca Portuguesa, 1983.

Preço: 30 euros.


 


OS MAIS ANTIGOS CINEMAS DE LISBOA
1896-1939

A DISTRIBUIÇÃO DE FILMES EM PORTUGAL
1908-1939


M. FÉLIX RIBEIRO


[Lista exaustiva dos Cinemas e Teatros referidos:] Animatographo de Alcântara, Animatographo do Rossio, Belém Cinema, Campolide Cinema, Capitólio, Casino Étoile, Chiado Terrasse, Cine Bélgica, Cine Esperança, Cine Ginásio, Cine Oriente, Cine Pátria, Cine Paris, Cine Tortoise, Cinema Avis, Cinema Colossal, Cinema Condes, Cinema Cosmopolita, Cinema Europa, Cinema Gil Vicente, Cinema Palácio, Cinema Palatino, Cinema Pathé, Cinema Popular, Cinema Promotora, Cinema Restauradores, Cinema Rex, Cinema Universal, Cinema Voz do Operário, Coliseu de Lisboa, Coliseu dos Recreios, Eden Cinema, Eden Concerto, Esplanada Belém-Jardim, Esplanada Monumental, Grande Animatographo de Alcântara, Imperial Cinema, Império (1916), Jardim Cinema, Lusitania Film, Lys, Max Cine, Novo Cine, Odéon, Olympia, Palais Cinema, Paradis Cinema, Paraíso de Lisboa, Paris Cinema, Pathé Cinema, Rossio Palace, Royal Cine, Roxy, Tivoli, Trianon Palace, The Wonderful, Salão Avenida, Salão Central, Salão Chantecler, Salão Chiado, Salão Cosmopolita, Salão Edison, Salão Fantástico, Salão Foz, Salão Ideal, Salão Liberdade, Salão Lisboa, Salão Portugal (Alfama), Salão Portugal (Ajuda), Salão Rubi, Salão Theatro de Variedades, Salão das Trinas, Salão Recreio da Graça, Salão S. Carlos, Salão da Trindade, Salon Rouge, São Luiz Cine, Eden Teatro, Teatro D. Amélia, Teatro Estrela, Teatro do Ginásio, Teatro Joaquim de Almeida, Teatro Moderno, Teatro Politeama, Teatro do Rato, Teatro República, Teatro Salão dos Anjos, Teatro São Luís, Teatro da Trindade.

Profusamente ilustrado. Brochado. 264,(4) páginas. 23,8 x 17,5 cm. Assinatura de posse na página de guarda. Capa manuseada (perda de cor, desgaste marginal), cortes do miolo com picos de oxidação, miolo em bom estado. Lisboa: Instituto Português de Cinema – Cinemateca Nacional, 1978.

Preço: 24 euros.


 


ALFAMA DE ONTEM & ALFAMA DE HOJE

ASPECTOS HISTÓRICOS E ETNOGRÁFICOS

LUIZ CHAVES


Conferência ao ar livre efectuada, no Largo de S. Miguel, em Alfama, no dia 25 de Outubro de 1935.

Ilustrado. Opúsculo de 23 páginas (por abrir), e 24,5 x 18,5 cm. Bom estado. Publicações dos Anais das Bibliotecas, Museus e Arquivos Históricos Municipais, n.º XI, Lisboa, 1936.

Preço: 18 euros.


 


ORIGENS DO BAIRRO ALTO DE LISBOA

Verdadeira Notícia por


MARIO SAA


Opúsculo. Transcreve no final «uma das 24 escripturas que o auctor deste opúsculo possúe àcêrca dos primeiros aforamentos no Bairro-Alto», datada de 1526. Com 15 páginas e 26,3 x 18,5 cm. Bom estado geral, com mínimas imperfeições exteriores. Invulgar. Lisboa: Solução Editora, 1929.

Preço: 25 euros.


 


A URBANIZAÇÃO DE LISBOA


Representação entregue à excelentíssima Câmara Municipal pelo

GRUPO AMIGOS DE LISBOA


«Como é do conhecimento de todos, Lisboa não possue um plano geral de melhoramentos, a-pesar-de três quartas partes da sua área estarem ainda por urbanizar». Deste modo, o Grupo Amigos de Lisboa «tem a honra de apresentar (…) um estudo elaborado pela sua Secção de Estudos de Estética e de Urbanização». Com 16 páginas, e propostas interessantes. 24 x 17,8 cm. Bom estado. Lisboa: Grupo Amigos de Lisboa, 1938.

Preço: 10 euros.


 


ÍDOLO ENEOLÍTICO
DOS ARREDORES DE LISBOA


M. FARINHA DOS SANTOS


Separata de O Arqueólogo Português, série III, Vol. IV, pp. 61-64. Assinado pelo autor com dedicatória. Com 24,5 x 17 cm e 4 páginas, acrescidas de uma estampa desdobrável [24,5 x 26 cm] no final, impressa em papel couché. Bom estado. Lisboa, 1970.

Preço: 14 euros.


 


ESTÉTICA CITADINA


RIBEIRO CHRISTINO


Edição actualizada e ilustrada da série publicada no «Diário de Notícias» de 1911 a 1914. 

Primeira edição. Ilustrado com fotografias, e desenhos do autor [João Ribeiro Cristino da Silva, 1858-1948, desenhador e gravador que pertenceu ao Grupo do Leão e fez parte da criação da Sociedade Nacional de Belas-Artes].

Dividido em cinco partes: Lisboa Central; Lisboa Oriental; Lisboa Ocidental; Praças e Largos Lisbonenses; e Comemorações e Curiosidades Citadinas [tais como os chafarizes, os portões de casas nobres, a Feira da Ladra, jazigos artísticos ou as obras de Santa Engrácia].

222 páginas. 23,2 x 16,7 cm. Bom estado geral, salvo pequena falta de papel [1,8 x 0,3 cm] na margem posterior da lombada. Lisboa: Imprensa Libânio da Silva, 1923.

Preço: 30 euros.


 


INAUGURAÇÃO DA PONTE
SOBRE O TEJO EM LISBOA

6 DE AGOSTO DE 1966

PROGRAMA DAS COMEMORAÇÕES


Programa oficial das comemorações na inauguração da ponte sobre o Tejo em Lisboa, para os dias 6, 7 e 8 de Agosto de 1966, sábado, domingo e segunda-feira: cortejos, exposições, arraiais, concertos e marchas populares, a projecção do filme sobre a construção da ponte, a exposição «A Ponte Vista pelas Crianças», fogos-de-artifício, regatas, missas, sessões solenes, recepções e touradas, jantares de gala e bailados!

Sem imagens no interior, apenas o horário de cada um dos eventos, para cada um dos dias. Capa cuidada, com moldura em filete de ouro, o selo de Estado em relevo, e uma ilustração minimalista. 8 páginas. 24 x 16,8 cm. Bom estado salvo uma ou outra mancha leve na capa. Com a chancela do Gabinete da Ponte Sobre o Tejo, do Ministério das Obras Públicas, Lisboa, 1966.

Preço: 18 euros.


 


O SALITRE E SUAS IMEDIAÇÕES


MÁRIO COSTA


Palestra proferida na sede do Grupo Desportivo do Banco de Portugal em 5 de Dezembro de 1951, e repetida no Grupo «Amigos de Lisboa», em 24 de Janeiro de 1952.

História/Memória das transformações da zona circundante à Rua do Salitre, em Lisboa. Ilustrado com a reprodução de seis gravuras, duas do Passeio Público e quatro de teatros entretanto desaparecidos. 61+(17) páginas. 23 x 17 cm. Bom estado geral. Lisboa: Amigos de Lisboa, 1952.

Preço: 20 euros.


 


ERA A REVOLUÇÃO

NOVELA

JÚLIO CONRADO


Lembro esta rua, o largo, inchados de campónios em luta, que aqui tinham vindo solenemente explicar a criação do mundo. Mas deste livro incompleto, parco de estios, farto de primaveras, se arredou a gesta do campo. É um livro de modesta cidade, de pequeno-burgueses, de hesitantes, de psicopatas, de oportunistas cavilosos, de burocratas do fingimento. De mini-déspotas. Odeio déspotas. Odeio todos os déspotas. [da contracapa]

Capa: «colagem + desenho de Augusto Mota». Brochado. 106,(2) páginas. 19 x 12,5 cm. Lombada levemente amarelecida. Bom estado geral. Lisboa: Parceria A. M. Pereira, Outubro de 1977.

Exemplar assinado pelo autor com dedicatória a José Palla e Carmo, no ante-rosto, datada de 10 de Dezembro de 1977.

Preço: 22 euros.


 


MEMORIAS

O ROMANCE DOS MEUS AMORES

(1925-1926)

MARQUEZ DE JACOME CORRÊA


Estas Memórias começaram a ser esciptas a 20 de Junho de 1927 e entregues à imprensa em 20 de Julho seguinte.

Primeiro parágrafo: «Tinha eu então 42 annos e raros eram os cabellos brancos que scintillavam no penteado que eu pretenciosamente puchava originalmente sobre a direita sem fazer marrafa; e como rapava o bigode e escanhoava a cara, aquelles que se poderiam ver se eu os deixasse crescidos porque eram abundantes, não se lobrigavam confundidos com a côr da pelle.»

Brochado. 274,(2) páginas, por abrir. 19 x 12 cm. Bom exemplar. Porto: Livraria Clássica Editora, 1927.

Preço: 30 euros.


 


VIAGENS AVENTUROSAS

O TESOURO DAS ILHAS SELVAGENS


MANUELA DE AZEVEDO


Exemplar assinado pela autora com dedicatória de amizade, datada «Natal de 1971».

Colecção Carrosel, livros para crianças ilustrados por crianças, Série F — Viagens Aventurosas, n.º 1. Direcção Literária de Lília da Fonseca. Direcção Artística de Calvet de Magalhães. Direcção Técnica de José de Almeida. Ilustrado com a reprodução de 10 linogravuras de alunos da Escola Técnica Elementar Francisco Arruda, com ensino especial de gravura e linóleo, realizadas em Outubro de 1964, com indicação do nome e idade dos 8 alunos-autores.

Brochado. 51,(1) páginas. 19 x 14 cm. Mínimas imperfeições exteriores. No geral, um bom exemplar. Composto e impresso nas oficinas gráficas do Jornal do Fundão. Lisboa: edição da autora, 1964.

Preço: 25 euros.


 


HISTÓRIAS DE ANIMAIS

O LIVRO DA TERESINHA


LÍLIA DA FONSECA


Exemplar assinado pela autora com dedicatória, datada de 5 de Março de 1963, à amiga Hortense de Almeida, jornalista, escritora e colaboradora do Teatro de Branca-Flor (1962-1982), fundado por Lília da Fonseca.

Colecção Carrosel, livros para crianças ilustrados por crianças, Série A — Histórias de Animais, n.º 1. Direcção Literária de Lília da Fonseca. Direcção Artística de Calvet de Magalhães. Direcção Técnica de José de Almeida. Histórias «colhidas» de noticiários de jornais (reproduzidas no final do volume, com identificação precisa da fonte) e ilustradas por crianças, alunas da Escola Técnica Elementar Francisco Arruda, em Lisboa.

Brochado. 46,(2) páginas. 19 x 14 cm. Mínimas imperfeições exteriores. Lombada, e primeira e última páginas do miolo, amarelecidas. Mantém-se, no geral, um bom exemplar. Composto e impresso nas oficinas gráficas do Jornal do Fundão. Lisboa: edição da autora (depósito e distribuição Seara Nova), Dezembro de 1962.

Preço: 24 euros.



HISTÓRIAS DE ANIMAIS

O LIVRO DO MARINHO


LÍLIA DA FONSECA


Exemplar assinado pela autora com dedicatória, datada de 15 de Julho de 1963, à amiga Hortense de Almeida, jornalista, escritora e colaboradora do Teatro de Branca-Flor (1962-1982), fundado por Lília da Fonseca.

Colecção Carrosel, livros para crianças ilustrados por crianças, Série A — Histórias de Animais, n.º 2. Direcção Literária de Lília da Fonseca. Direcção Artística de Calvet de Magalhães. Direcção Técnica de José de Almeida. Histórias «colhidas» de noticiários de jornais (reproduzidas no final do volume, com identificação precisa da fonte) e ilustradas por crianças, alunas da Escola Técnica Elementar Francisco Arruda, em Lisboa.

Brochado. 47,(1) páginas. 19 x 14 cm. Mínimas imperfeições exteriores. Lombada, e primeira e última páginas do miolo, amarelecidas. Mantém-se, no geral, um bom exemplar. Composto e impresso nas oficinas gráficas do Jornal do Fundão. Lisboa: edição da autora (depósito e distribuição Seara Nova), Abril de 1963.

Preço: 24 euros.



HISTÓRIAS DE ANIMAIS

O LIVRO DA STELINHA


LÍLIA DA FONSECA


Exemplar assinado pela autora com dedicatória, datada de 1 de Outubro de 1965, à amiga Hortense de Almeida, jornalista, escritora e colaboradora do Teatro de Branca-Flor (1962-1982), fundado por Lília da Fonseca.

Colecção Carrosel, livros para crianças ilustrados por crianças, Série A — Histórias de Animais, n.º 3. Direcção Literária de Lília da Fonseca. Direcção Artística de Calvet de Magalhães. Direcção Técnica de José de Almeida. Histórias «colhidas» de noticiários de jornais (reproduzidas no final do volume, com identificação precisa da fonte) e ilustradas por crianças, alunas da Escola Técnica Elementar Francisco Arruda, em Lisboa.

Brochado. 46,(2) páginas. 19 x 14 cm. Mínimas imperfeições exteriores. Lombada amarelecida. Mantém-se, no geral, um bom exemplar. Composto e impresso nas oficinas gráficas do Jornal do Fundão. Lisboa: edição da autora (depósito e distribuição Seara Nova), Setembro de 1964.

Preço: 24 euros.



HISTÓRIAS DE ANIMAIS

O LIVRO DA NENÉ


LÍLIA DA FONSECA


Exemplar assinado pela autora com dedicatória, datada de 20 de Maio de 1970, à amiga Hortense de Almeida, jornalista, escritora e colaboradora do Teatro de Branca-Flor (1962-1982), fundado por Lília da Fonseca. Na capa e no rosto há emendas do primeiro acento de Néné, raspado com delicadeza.

Colecção Carrosel, livros para crianças ilustrados por crianças, Série A — Histórias de Animais, n.º 6. Direcção Literária de Lília da Fonseca. Direcção Artística de Calvet de Magalhães. Direcção Técnica de José de Almeida. Histórias «colhidas» de noticiários de jornais (reproduzidas no final do volume, com identificação precisa da fonte) e ilustradas por Calvet de Magalhães.

Brochado. 49,(3) páginas. 19 x 14 cm. Mínimas imperfeições exteriores. Lombada amarelecida. Mantém-se, no geral, um bom exemplar. Composto e impresso nas oficinas da Tipografia «A União», em Torres Vedras. Lisboa: edição da autora, [s.d.].

Preço: 24 euros.



HISTÓRIAS DE ANIMAIS

O LIVRO DA LILI


LÍLIA DA FONSECA


Exemplar assinado pela autora com dedicatória, datada de 20 de Maio de 1970, à amiga Hortense de Almeida, jornalista, escritora e colaboradora do Teatro de Branca-Flor (1962-1982), fundado por Lília da Fonseca.

Colecção Carrosel, livros para crianças ilustrados por crianças, Série A — Histórias de Animais, n.º 7. Direcção Literária de Lília da Fonseca. Direcção Artística de Calvet de Magalhães. Direcção Técnica de José de Almeida. Histórias «colhidas» de noticiários de jornais (reproduzidas no final do volume, com identificação precisa da fonte) e ilustradas por Luísa Aparício.

Brochado. 49,(3) páginas. 19 x 14 cm. Mínimas imperfeições exteriores. Lombada, e primeira e última páginas do miolo, amarelecidas. Mantém-se, no geral, um bom exemplar. Composto e impresso nas oficinas da Tipografia «A União», em Torres Vedras. Lisboa: edição da autora, [s.d.].

Preço: 24 euros.


 


A CASA DO DIABO


MAFALDA IVO CRUZ


«Retomaria o tema das insidiosas condicionantes mentais do Antigo Regime, reflectidas em equívocos familiares prolongados ao longo de gerações, n’ A Casa do Diabo (2000), “a casa colectiva onde habitam memórias, sonhos, frustrações, tudo o que herdamos e tudo o que projectamos”. O livro é dedicado à pianista Ana Jacobetty, amiga de infância da autora, e é precisamente pautado por uma nostalgia dos primeiros anos de vida, “o único tempo que vivemos de forma total”.» [CDAP, 2004]

1.ª edição. Segundo romance da autora. Ler um excerto (páginas 96-106), aqui. Capa de Miguel Imbiriba. 292 páginas. 21 x 13,5 cm. Bom exemplar. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2000.

Preço: 17 euros.


 


A VIDA PSÍQUICA DOS TUBERCULOSOS


HENRIQUE GREGÓRIO PEREIRA


Estudo maioritariamente desenvolvido no Dispensário da Assistência Nacional aos Tuberculosos de Bragança, e no Hospital Miguel Bombarda, em Lisboa. Tese apresentada à Faculdade de Medicina de Lisboa.

Brochado. 161-(3) páginas. 25 x 17,7 cm. Exemplar com mancha de água na margem inferior de todo o miolo, que não toca o texto. Lisboa: Livraria Luso-Espanhola, 1946.

Preço: 17 euros.


 


OS SEMINÁRIOS EM PORTUGAL

ESTUDO COMEMORATIVO DO DECRETO TRIDENTINO E DA SUA EXECUÇÃO EM PORTUGAL

Com capítulos dedicados a: Pontifício Colégio Português de Roma; Província Eclesiástica de Lisboa (Patriarcado de Lisboa e Dioceses de Angra do Heroísmo, Cabo Verde, Funchal, Guarda, Leiria, Portalegre e Castelo Branco); Província Eclesiástica de Braga (Arquidiocese de Braga e Dioceses de Aveiro, Bragança e Miranda, Coimbra, Lamêgo, Porto, Vila Real e Viseu); Província Eclesiástica de Évora (Arquidiocese de Évora e Dioceses do Algarve e de Beja); Província Eclesiástica de Luanda (Arquidiocese de Luanda e Dioceses de Malange, Nova-Lisboa, Sá da Bandeira, Silva Porto e Luso); Província Eclesiástica de Lourenço Marques (Arquidiocese de Lourenço Marques e Dioceses de Beira, Inhambane, Nampula, Porto Amélia, Quelimane, Tete e Vila Cabral); e Província Eclesiástica de Goa (Patriarcado de Goa e Dioceses de Macau e Dilí/Timor). Texto sem autoria declarada.

Brochado. Ilustrado em 28 páginas de extra-textos fotográficos a preto, em papel couché. 166-(2)-[28] páginas. 25 x 19 cm. Capa com manchas marginais. Miolo limpo. Dedicatória manuscrita no topo do rosto. No geral, um bom exemplar. Composto e impresso na Gráfica de Coimbra para a Comissão Episcopal para a Disciplina dos Seminários, 1964.

Preço: 30 euros.